Deiveson Figueiredo mira estilo mais paciente para o UFC 263 e planeja nocaute em Brandon Moreno | SUPER LUTAS

Deiveson Figueiredo mira estilo mais paciente para o UFC 263 e planeja nocaute em Brandon Moreno

Atual campeão dos moscas, o brasileiro falou sobre a mudança que pretende fazer em seu estilo de luta buscando uma maior longevidade na carreira

D. Figueiredo enfrentará B. Moreno novamente no UFC 263. Foto: Reprodução/Instagram

Acostumado a entregar grandes batalhas quando está no octógono, Deiveson Figueiredo declarou que pretende mudar um pouco o seu estilo de lutar. O atual campeão dos moscas (até 56,7kg) afirmou que irá adotar uma estratégia mais ‘paciente’ em seus combates mas disse que irá buscar o nocaute contra Brandon Moreno no UFC 263, programado para o dia 12 de junho.

Veja Também

“Quero ter um tempo longo de carreira. Tenho observado muito os campeões. Um cara que observo muito é o Kamaru Usman, que é paciente, que joga ali no ‘um-dois’ e está dando certo, está derrubando os caras com uma mão pesadíssima. Quero isso para mim. Quero ser um pouco mais calmo, não quero avançar muito o sinal para querer matar no primeiro round. É ter paciência para chegar e nocautear. Se eu continuar só nessa guarda baixa, os caras vão estudar meu jogo e uma hora vão acabar me pegando. Quero adotar esse jogo de guarda um pouco mais alta, esquivando mais, defendendo mais com as mãos”, declarou o líder dos moscas em entrevista ao ‘Combate‘.

Após o empate contra Brando Moreno no UFC 256 em dezembro de 2020, o brasileiro afirmou que irá buscar o nocaute na revanche contra o mexicano e contou que na véspera do primeiro combate sentiu uma grave infecção estomacal e que isso o atrapalhou bastante na luta.

“Estou treinando para nocautear esse cara e mostrar a ele e ao mundo que sou o verdadeiro dono do cinturão. Na primeira luta aceitei ciente de que estava bem, mesmo em cima da hora, mas tive uma infecção intestinal na sexta (véspera da luta). Bati o peso e quando estava reidratando, não me senti bem e fui parar no hospital. Depois fui para o hotel e quando deu 20hrs piorou a situação, eu estava com muitos gases na minha barriga e fui parar no hospital. Saí de lá por volta das 4hrs foi algo muito pesado até lavagem em mim fizeram porque as minhas fezes estavam petrificadas dentro do meu organismo. A gente sempre faz um aquecimento antes das lutas e eu aqueci ‘na raça’. Mas eu falava para mim mesmo que não sairia dali sem lutar e defender meu cinturão”, declarou o brasileiro.

Líder dos moscas desde fevereiro de 2020, o brasileiro vem se mostrando bastante ativo e irá para a sua quarta defesa de título. Embalado por uma sequência de cinco triunfos consecutivos, Deiveson não sabe o que é derrota desde março de 2019, quando perdeu para Jussier Formiga na decisão dos juízes. O combatente possui um cartel profissional de 20 triunfos, um revés e um empate.

A revanche entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno será a luta co-principal do UFC 263 previsto para o próximo dia 12 de junho. O espetáculo também contará com a disputa do título dos médios (até 83,9kg) entre Israel Adesanya e Marvin Vettori e o combate entre Leon Edwards e Nate Diaz válido pelo grupo dos meio-médios (até 77,1kg).

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments