Após criação de cinturão interino, treinador sugere retomada das negociações para 'Ngannou x Jones' | SUPER LUTAS

Após criação de cinturão interino, treinador sugere retomada das negociações para ‘Ngannou x Jones’

Eric Nicksick admite surpresa por luta entre Lewis e Gane; ainda assim, ele abre possibilidade de um acordo para combate entre franco-camaronês e norte-americano pelo título linear

Eric Nicksick torce por retomada na negociação para luta entre F. Ngannou e J. Jones. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Apontada como uma das maiores especulações no MMA em 2021, a possível luta entre Francis Ngannou e Jon Jones pelo título dos pesados (até 120,2kg.) linear do UFC ganhou mais um capítulo. Após ser pego de surpresa pelo Ultimate anunciar a criação do cinturão interino, o treinador do franco-camaronês, Eric Nicksick sugeriu que a negociação pelo combate pode voltar a acontecer.

Veja Também

“Você tem que pensar também, para nós, nos disseram que seria o vencedor da luta de Stipe (Miocic) e Francis (Ngannou) lutaria contra Jon Jones. E, agora, acho que Jon Jones está no nosso radar. Essas negociações chegaram a um impasse e, pelo que entendi, a promoção tem que seguir em frente. (…), mas se isso significa que lutaremos contra Jon Jones em um card de novembro no Madison Square Garden ou algo assim, então acho que tudo vai dar certo no final”, afirmou o treinador em entrevista ao site norte-americano ‘MMA Fighting’.

Apesar de conquistar a ‘glória’ ao nocautear Stipe Miocic no UFC 260, Ngannou ainda não teve a chance de defender seu título e viu a organização programar um combate entre Ciryl Gane e Derrick Lewis pelo cinturão interino da divisão. Agora, Eric Nicksick afirmou que foi pego de surpresa, mas tenta ver o ‘lado bom’ da decisão.

“Só estou tentando manter o equilíbrio com isso tudo. Eu entendo que o UFC tenha um negócio para administrar. Eles precisavam de um evento principal e queriam preencher essa vaga em Houston. E quem melhor do que Derrick Lewis para apresentar aquele lugar? Este será um grande evento principal. Eu só acho que o rótulo do ‘título provisório’ que está sendo colocado nele é um pouco prejudicial. Mas, novamente, não é minha promoção. Eles tinham que fazer algo e eu entendo isso”, finalizou.

Aos 34 anos, Ngannou se tornou campeão depois de vencer a revanche contra Stipe Miocic na luta principal do UFC 260. O franco-camaronês esperava defender pela primeira vez seu título diante de Jon Jones, que faz a transição para subir de categoria. O ‘Bones’, no entanto, sofre impasse financeiro com o presidente da franquia, Dana White, e teve data de estreia na nova divisão adiada.

Natualmente, Francis tinha feito um acordo verbal para outra revanche, desta vez contra Derrick Lewis. Ele queria enfrentá-lo em setembro, mas o Ultimate preferiu por organizar o combate entre o norte-americano e Ciryl Gane, que derrotou Alexsander Volkov no UFC Las Vegas 30.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments