Michel Pereira garante 'roubar cena' no UFC 264, mira bônus e promete desafio a Nate Diaz: 'Não ia ficar de onda comigo' | SUPER LUTAS

Michel Pereira garante ‘roubar cena’ no UFC 264, mira bônus e promete desafio a Nate Diaz: ‘Não ia ficar de onda comigo’

Confiante para show contra Niko Price neste sábado, ‘Paraense Voador’ fala com exclusividade ao SUPER LUTA sobre espetáculo e futuro no Ultimate

M. Pereira (foto) fará sua primeira apresentação em 2021. Foto: Reprodução/Instagram

Irreverente, como sempre, Michel Pereira está pronto para mais uma batalha no Ultimate. Adversário de Niko Price no UFC 264, que acontece neste sábado (10), o ‘Paraense Voador’ não esconde a empolgação para atuar em um dos maiores eventos na temporada. Antes do compromisso, o meio-médio (até 77kg.) falou com exclusividade ao SUPER LUTAS, analisando o compromisso e prometeu desafiar Nate Diaz, em caso de vitória no fim de semana.

Veja Também

No Ultimate desde 2019, a popularidade de Pereira segue crescendo a cada apresentação na empresa. Vindo de duas vitórias consecutivas, o atleta tenta confirmar a boa fase diante de um oponente perigoso.

Evolução constante

Desde que chegou ao UFC, Michel nunca escondeu que seu desejo é gerar entretenimento aos fãs do esporte. Com saltos-mortais, golpes plásticos e capacidade de induzir seus adversários ao erro, o brasileiro vem provando que é um atleta que pode surpreender entre os meio-médios. Assim, o paraense destacou sua constante evolução no esporte para seguir a trajetória de sucesso.

“A gente está no mundo para aprender. Nunca sabemos de tudo. Sou um cara novo, tenho muita coisa para aprender. Eu não sei nada. Cada dia aprendo mais sobre peso, treino, sobre o ser humano, a vida. Aos poucos, a gente vai melhorando, encontrando um equilíbrio, vendo o que a galera e o UFC gostam. Eu tento agradar meus patrões, meus fãs. Eu luto é pelos meus patrões e meus fãs. Não luto pelo resultado. Resultado é consequência do meu trabalho”, afirmou Pereira.

Casa cheia, empolgação certa

Em sua primeira apresentação na temporada, Michel não esconde a empolgação para se apresentar diante de um dos maiores públicos do ano. Um dos destaques no card preliminar, o ‘Paraense Voador’ desabafou sobre o momento que viverá neste fim de semana.

“Quando coloco a cabeça no meu travesseiro para descansar, começo a visualizar tudo. Meio que passa um filme, aquele monte de gente. É ‘top’ demais, surreal. Como sempre fui um cara que pegou muita pressão, por causa do meu estilo, já é ‘de boa’. É gostoso demais ter o público. Sempre entrei vaiado e saí aplaudido, porque sempre lutei na ‘casa’ dos meus oponentes. Eu conquistava a galera com meu jeito, humildade. É um momento que só quem participa, sabe qual é o momento”, contou.

Pereira x Price: promessa de show

Sem desrespeitar o adversário, Michel está ciente de que terá um duro compromisso diante de Niko Price neste fim de semana. Para o brasileiro, a chance de enfrentar um oponente com estilo semelhante é um passo para agitar os ânimos dos fãs.

“Estou feliz com a luta. Ele é um cara louco. Não é um cara otário, marrento. É gente boa. Quero ir lá, dar um show, trabalhar, sair sem lesão. Vamos fazer uma bela luta e agradar todos os fãs”, descreveu.

Estratégia incerta

Com estilo diferenciado, Pereira afirma que não tem um estilo fixo para seu compromisso no UFC 264. Versátil e com alta capacidade de confundir seus oponentes, o brasileiro afirma estar pronto para qualquer cenário.

“Eu danço conforme a música toca. Posso nocautear no primeiro round, no segundo, terceiro, finalizar. Pode ser por pontos. Podemos dar show e a luta ser uma das melhores da noite. A gente tem capacidade para se tornar realidade. Quando eu me olho, tento me ver como um fã do Michel Pereira e ver: ‘o que eu gostaria que ele fizesse?’. Vamos ver como a luta vai rolar, como o Niko vai se apresentar. Vai dar certo. Tem muito golpe novo. Tenho certeza de que é bônus da noite. Vou roubar a cena”, cravou.

Desafio a Nate Diaz

Fã do estilo de Nate Diaz, Pereira garante que gostaria de ter a oportunidade de se testar contra o ‘bad boy’ do UFC. Empolgado, o brasileiro analisou como seria um eventual desafio entre ambos e confirmou que irá desafiar o norte-americano em caso de vitória no sábado.

“Tenho muita vontade de lutar com o Nate (risos). Não é pelo nome dele, é pelo jeito que ele luta. Acho ele muito ‘massa’. A gente que faz coisa diferente sabe o tanto que é difícil, o tanto que a gente tem que ter a cabeça boa para fazer. Lutar para mim é fácil, é tranquilo. Quando o cara faz as ‘paradas’ que eu, Nate, Jon Jones, o Anderson (Silva), a gente sabe que é outro nível. A frieza, a concentração, o foco, tem muita coisa envolvida para ter esse diferencial. Eu não ia aguentar ele (Nate) fazendo aquelas ‘ondas’ comigo, não. O ‘pau ia torar’ e íamos nos ‘desgraçar’. Seria uma das lutas mais divertidas”, garantiu o Michel.

Momento da vida no UFC 264

Com os holofotes do mundo do MMA voltados para o evento deste fim de semana, Pereira tem total consciência da responsabilidade por uma boa apresentação. Um show no sábado pode mudar a vida do lutador e, pensando assim, o paraense desabafou sobre a expectativa.

“Eu creio que esse foi o momento que Deus preparou para eu brilhar. Será o momento do meu triunfo. Me preparei lá atrás para esse momento, para chegar com a cabeça boa, pronto”, encerrou.

Histórico dos atletas

Com 27 anos, Michel Pereira se encaminha para seu 38º desafio como profissional no MMA. O atleta, hoje, soma 25 vitórias, 11 derrotas e duas lutas ‘sem resultado’.

Na busca por recuperação no Ultimate, Price fará seu 21º compromisso na modalidade. O norte-americano de 31 anos tem 14 triunfos, quatro reveses e dois confrontos ‘sem resultado’.

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments