Treinador de Conor McGregor culpa hormônios e Joe Rogan por atitudes do irlandês após luta com Poirier | SUPER LUTAS

Treinador de Conor McGregor culpa hormônios e Joe Rogan por atitudes do irlandês após luta com Poirier

John Kavanagh garantiu também que McGregor ainda ama o esporte e tem mais alguns anos de carreira pela frente

C. McGregor fraturou a perna esquerda na luta principal do UFC 264 (Foto: Instagram)

A atitude de Conor McGregor após a lesão que culminou em sua derrota para Dustin Poirier na luta principal do UFC 264 não pegou bem entre os fãs e entre a comunidade do MMA. Enquanto recebia atendimento médico, ainda sentado no chão do octógono, o irlandês ofendeu e ameaçou o rival e sua esposa.

Veja Também

No entanto, de acordo com o treinador do McGregor, John Kavanagh, o irlandês não é totalmente responsável pelas suas atitudes após a luta. Sem citar nomes, Kavanagh culpou o comentarista do UFC, Joe Rogan e os hormônios.

“O pé dele estava literalmente pendurado. É uma fratura limpa na fíbula e na tíbia. Os dois ossos estavam pendurados. Imagina a invasão de hormônios que acontece com seu corpo em um momento como esse. A dor, estava pegando fogo. Então alguém senta do seu lado, coloca um microfone na sua cara e pergunta como você está se sentindo”, justificou Kavanagh em entrevista à correspondente do UFC Laura Sanko.

Apesar de muita gente acreditar que a grave lesão pudesse ser um ponto final na carreira de Conor McGregor no MMA, Kavanagh garantiu que o ex-campeão de duas categorias do Ultimate ainda é apaixonado pelo esporte e tem mais alguns anos pela frente.

“Ele ama isso de verdade. É difícil imaginar que ele não queira fazer isso de novo. Acho que temos mais alguns anos pela frente. O futuro vai ser bom e depois ótimo. Mas por enquanto vamos trabalhar com objetivos diários”, finalizou Kavanagh.

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments