Cinco motivos para assistir ao UFC 265, com cinturão interino e esquadrão brasileiro | SUPER LUTAS

Cinco motivos para assistir ao UFC 265, com cinturão interino e esquadrão brasileiro

Neste sábado, Derrick Lewis encabeçam evento que também terá como destaque o duelo brasileiro entre José Aldo e Pedro Munhoz

D. Lewis (esq.) e C. Gane (dir.) disputam o cinturão interino dos pesados. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Está chegando o grande momento. Neste sábado (7), o Ultimate chega com seu evento mais importante no mês de agosto. Com 13 lutas programadas, o UFC 265 promete tremer o chão de Houston (EUA) com a disputa de cinturão interino dos pesados (até 120,2kg.) entre Derrick Lewis e Ciryl Gane. Além dos ‘gigantes’, o esquadrão brasileiro também será destaque no show.

Veja Também

No fim de semana, Lewis e Gane trocarão forças de olho no direito de trocarem forças contra o temido Francis Ngannou. O vencedor deste sábado deverá desafiar o campeão linear para um confronto ainda sem data prevista.

A luta co-principal tem tudo para dividir a torcida tupiniquim. Destaques nos galos (até 61,2kg.), José Aldo e Pedro Munhoz trocam forças de olho em uma vaga para disputar o título da categoria.

Promessa brasileira nos meio-médios (até 77kg.), Vicente Luque também é um nome a ser observado de perto no espetáculo. Mirando o top 5 da categoria liderada por Kamaru Usman, o combatente terá uma pedreira diante de Michael Chiesa.

No card preliminar, o verde amarelo será levado ao octógono por dois representantes. Anderson Berinja e Melissa Gatto serão os primeiros a subirem no tablado.

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o UFC 265. Confira:

1) Lewis x Gane

D. Lewis (esq.) e C. Gane (dir.) disputam o cinturão interino dos pesados no UFC 265. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Destaques na história recente da perigosa divisão dos pesados, Derrick Lewis e Ciryl Gane terão a oportunidade de vestirem um cinturão interino em suas carreiras. Representantes nas primeiras posições no ranking da categoria, os ‘gigantes’ se enfrentam pensando à frente: na unificação do título.

O embate entre os atletas causou certa estranheza por parte dos fãs, imprensa especializada e até mesmo do campeão linear do grupo, Francis Ngannou. Quando soube da confirmação do confronto, o franco-camaronês foi a público reforçar sua insatisfação, já que não está lesionado e sequer defendeu seu posto.

Pedindo passagem, Derrick e Ciryl aceitaram o compromisso e estão prontos para a guerra. Ex-desafiante ao cinturão, Lewis precisará superar a técnica apurada e versatilidade do adversário para se credenciar à uma revanche com Francis.

Invicto no MMA, Gane terá pela frente mais um adversário conhecido pela sua força descomunal. Resta saber qual será a estratégia adotada pelo francês, que não se intimida em atuar de forma estratégica para conquistar a vitória.

2) Quem enfrenta Ngannou?

F. Ngannou é o campeão linear dos pesados do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Ao que tudo indica, o vencedor da luta principal ganhará o direito de se tornar o primeiro desafiante ao reinado de Ngannou. O atleta, que conquistou o cinturão em março, ainda não conseguiu colocar seu título em jogo.

Assim que chegou ao topo absoluto dos pesados, Francis garantiu que seria um campeão ativo. O ‘gigante’, porém, segue aguardando para saber quem será o primeiro oponente.

Atual número dois no ranking dos pesados, Lewis vive um grande momento dentro da organização. Vindo de quatro vitórias consecutivas, o ‘gigante’ foi o último homem a derrotar o atual campeão. Antes de ser confirmado como adversário de Gane, Derrick chegou a negociar um duelo contra Francis. O acordo, no entanto, acabou não sendo concretizado.

Promessa francesa no MMA, Gane busca seu primeiro título no UFC. Além da façanha, o combatente também defende a invencibilidade na carreira. O atleta não sabe o que é perder em nove compromissos no esporte.

3) Aldo x Munhoz

J. Aldo (esq.) e P. Munhoz (dir.) fazem duelo brasileiro no UFC 265. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Confronto importante para o peso, Aldo contra Munhoz tem os ingredientes necessários para ser a ‘Luta da Noite’. Preciso no ‘casamento’, o UFC coloca frente a frente dois atletas que têm condições de disputar o título da divisão em breve.

De um lado, o lendário Aldo. Vivendo um novo momento nos galos, o manauara que confirmar a boa fase após três resultados negativos em sequência. Em seu último embate, em dezembro de 2020, o ‘Campeão do Povo’ superou Marlon Vera e voltou a triunfar na carreira. Agora, o brasileiro terá uma nova pedreira pela frente e defende a quinta colocação no grupo.

Um dos nomes mais experientes na categoria, Pedro terá o compromisso de frear o ímpeto do manauara. Atual número nove na divisão, o paulista busca voltar ao top 5 e mira a sonhada disputa de cinturão no grupo.

O duelo entre os brasileiros promete agressividade, pois a luta franca é característica marcante entre os dois tupiniquins.

4) Luque x Chiesa

V. Luque enfrenta M. Chiesa no UFC 265. Foto: Reprodução/Instagram

Promessa brasileira nos meio-médios, Vicente Luque está pronto para mais um grande desafio na carreira. Buscando um lugar no top 5 da categoria liderada por Kamaru Usman, o brasileiro enfrentará o pragmático Michael Chiesa neste fim de semana.

O duelo entre os atletas marcará um encontro de estilos. Enquanto Vicente se apresenta como um lutador que gosta do confronto franco, Chiesa tem no wrestling de excelência o ponto forte e suas maiores armadilhas.

Para vencer, Luque precisa conseguir anular a estratégia de Michael, que defende a quinta posição na categoria. Caso supere o norte-americano, Vicente se aproximará ainda mais da sonhada disputa de título.

5) Mais Brasil

A. Berinja (esq.) e M. Gatto (dir.) representam o Brasil no card preliminar do UFC 265. Foto: Montagem SUPER LUTAS

No card preliminar do show, o verde amarelo será levado ao octógono por dois representantes. Anderson Berinja e Melissa Gatto serão os primeiros a pisarem no tablado no fim de semana.

Primeiro tupiniquim no evento, Berinja quer confirmar a boa fase no duelo diante de Miles Johns. O brasileiro faz a aguardada luta depois de testar positivo para Covid-19 e ser retirado de embate, que aconteceria em julho. Disposto a avançar no peso galo, o atleta busca seu segundo triunfo consecutivo no Ultimate.

Invicta no MMA profissional, Melissa Gatto, enfim, fará sua estreia no UFC. Contratada em 2019, a atleta celebra o debute na organização diante de Victoria Leonardo. A combatente representa o peso mosca (até 56,7kg.) e tentará dar um grande cartão de visitas aos fãs tupiniquins neste sábado.

Ficha técnica do UFC 265

Data: 07 de agosto de 2021

Horário: A partir das 19h (horário de Brasília)

Local:  Toyota Center, Houston, EUA

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL

Peso pesado: Derrick Lewis x Ciryl Gane – Luta pelo cinturão interino

Peso galo: José Aldo x Pedro Munhoz

Peso meio-médio: Vicente Luque x Michael Chiesa

Peso palha: Tecia Torres x Angela Hill

Peso galo: Song Yadong x Casey Kenney

CARD PRELIMINAR

Peso leve: Bobby Green x Rafael Fiziev

Peso galo: Vince Morales x Drako Rodriguez

Peso meio-pesado: Alonzo Menifield x Ed Herman

Peso palha: Karolina Kowalkiewicz x Jessica Penne

Peso mosca: Manel Kape x Ode Osbourne

Peso galo: Miles Johns x Anderson Berinja

Peso mosca: Victoria Leonardo x Melissa Gatto

Peso galo: Johnny Muñoz x Jamey Simmons

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments