Novo contratado, Chad Mendes diz que 'boxe sem luvas' é menos perigoso do que MMA | SUPER LUTAS

Novo contratado, Chad Mendes diz que ‘boxe sem luvas’ é menos perigoso do que MMA

Norte-americano, que esteve nas artes marciais mistas durante dez anos, afirma que existe uma probabilidade menor de lesões no BKFC

C. Mendes teve uma carreira de dez anos no MMA profissional. Foto: Reprodução/Instagram @chadmendes

Ex-desafiante ao cinturão dos penas (até 65,7kg.) do Ultimate, Chad Mendes saiu da aposentadoria para acertar com o Bare Knuckle Fighting Championship (BKFC) – evento de ‘boxe sem luvas’. E, como justificativa da escolha, o norte-americano afirmou que a modalidade é menos perigosa do que MMA.

Veja Também

“Eu realmente acho o MMA muito mais perigoso (do que o ‘boxe sem luvas’). Lá, as pessoas chutam sua cabeça, cotovelo e joelhos, além de possibilidade de ter graves lesões, como romper os ligamentos e tendões. Há também as finalizações, que podem prejudicar o lutador”, disse Mendes em entrevista ao site norte-americano ‘MMA Junkie’.

E não para por aí. O atleta, que passou dez anos nas artes marciais e revelou que ainda tem um contrato com o UFC, também indicou que os cortes no ‘boxe sem luvas’ fazem parte do trabalho.

“A diferença é que nossos dedos estão mais afiados. Asssim, não haverá mais cortes, que ficam ligados ao sangue e brutalidade, com as pessoas falando: ‘Meu Deus, é brutal’. Mas eu fui machucado no UFC com chutes e sangue no rosto todo. Isso faz parte do trabalho e é algo que precisamos esperar”, concluiu o lutador.

Profissional desde 2008, Chad Mendes havia se aposentado das artes marciais em 2018. Em sua trajetória no Ultimate, ele chegou a disputar o cinturão dos penas (até 65,7kg.) em três oportunidades – sendo duas pelo título linear e uma pelo interino. O atleta, no entanto, foi derrotado por José Aldo (2x) e Conor McGregor.

Apesar de ter sido anunciado no BKFC, o norte-americano ainda não tem data para estrear oficialmente pela organização. Ele é um dos grandes nomes da franquia, que tenta alavancar como outra grande potencia nos esportes de combate.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments