De olho em uma possível revanche, Miesha Tate elege Amanda Nunes como a melhor lutadora da história | SUPER LUTAS

De olho em uma possível revanche, Miesha Tate elege Amanda Nunes como a melhor lutadora da história

Sonhando com um novo confronto, a 'cupcake' rasgou elogios à lutadora brasileira e afirmou que, em caso de um segundo duelo, o resultado será diferente

M. Tate (esq.) e A. Nunes (dir.) em encarada de 2016. Foto: Reprodução/Instagram @mieshatate

De olho em conseguir uma revanche contra a campeã dos galos (até 61,2kg) Amanda Nunes, Miesha Tate já está mostrando as suas ‘armas’. A norte-americana enalteceu a atleta brasileira ao chamá-la de ‘melhor lutadora da história’, mas, cravou que em caso de um novo duelo, o final será diferente do primeiro confronto.

Veja Também

“Eu quero ser a melhor novamente. Não tenho a menor dúvida de que posso ser campeã de novo e que posso pegar o cinturão da Amanda ou de quem quer que o tenha. Sempre penso nela, porque ela foi a mulher que roubou de mim e parece que é imparável. Ela é fenomenal, mas, as pessoas se perdem em sua aura de invencibilidade. Tenho todo o respeito do mundo por ela. Para mim, ela é a melhor lutadora da história, mas, não é invencível. Ela é humana, assim como eu e você. Ela é vencível e já vimos isso antes”, declarou Tate ao site ‘Give me Sport‘.

A ex-campeã seguiu elogiando a lutadora brasileira, mas garantiu, que em caso de um novo confronto, o final será diferente.

“A evolução dela foi admirável, mas, espere até ver a minha evolução. Espere até ver a continuação da minha evolução. Ela não lutou comigo no meu melhor dia. Ela não lutou comigo nem perto do meu melhor. Eu não estava nem perto do meu melhor. Tudo vai se encaixar e acredito de todo coração e alma, que vou me tornar campeã novamente. Acho que lutarei com Holly (Holm) de novo, mas, no meu mundo perfeito, serei campeã antes de lutar com ela. Amanda lutará comigo pelo cinturão. Isso é o que eu quero”, finalizou Miesha.

Em seu retorno ao MMA após quatro anos de aposentadoria, Miesha derrotou Marion Renneau no último mês de julho. Ex-campeã da divisão dos galos, a norte-americana foi destronada pela própria Amanda Nunes, em sua primeira defesa de título. Em seu cartel no esporte, a ‘Cupcake’ marca 19 vitórias e sete derrotas.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments