Antonio Arroyo é nocauteado por Joaquin Buckley e perde terceira consecutiva no UFC

Na abertura do card principal do UFC Las Vegas 37, o brasileiro não foi páreo para o poder de nocaute do norte-americano

J. Buckley nocauteou A. Arroyo no UFC Las Vegas 37 (Foto: Instagram/UFC)

Na abertura do card principal do UFC Las Vegas 37, realizado neste sábado (18), Joaquin Buckley derrotou Antonio Arroyo por nocaute no terceiro round. A derrota foi a terceira consecutiva do brasileiro, que segue sem vencer no octógono e se encontra em uma situação difícil na organização.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Joaquin Buckley, por outro lado, reencontrou o caminho das vitórias após ter sido nocauteado em sua última luta contra Alessio Di Chirico, em janeiro deste ano. O norte-americano tem agora três vitórias em suas últimas quatro lutas.

A LUTA

O primeiro round se desenvolveu inteiramente na luta em pé. Apesar da fama de nocauteador de Buckley, quem conectou os golpes mais potentes foi Antonio Arroyo, que chegou até a balançar o norte-americano rapidamente em algumas oportunidades.

PUBLICIDADE:

No segundo round o norte-americano voltou mais agressivo, buscando encurtar a distância desde o primeiro instante. Demonstrando cansaço e dificuldade na movimentação por conta dos chutes baixos, Arroyo teve dificuldade em manter Buckley distante. Restando cerca de um minuto do segundo assalto, o brasileiro surpreendeu Buckley com uma linda joelhada voadora, mas o norte-americano absorveu bem.

No terceiro assalto, Buckley continuou apostando nos chutes baixos para minar a movimentação de Arroyo. Os dois se embolaram e o brasileiro chegou perto de pegar as costas do adversário, que escapou bem e voltou para a luta em pé. Restando pouco mais de dois minutos para o fim da luta, Joaquin Buckley acertou um bom cruzado seguido de um upper que nocautearam o brasileiro.

PUBLICIDADE:

No encerramento do card preliminar, Tafon Nchukwi supera Mike Rodriguez na decisão dos juízes

T. Nchukwi derrotou M. Rodriguez no UFC Las Vegas 37 (Foto: Instagram/UFC)

PUBLICIDADE:

Na última luta do card preliminar, o ‘encontro de carretas’ terminou melhor para Tafon Nchukwi. Em embate predominantemente em pé, o camaronês impôs seu jogo e derrotou Mike Rodriguez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27). O duelo foi válido pela divisão dos meio-pesados (até 93kg.).

Agora, o camaronês soma seis vitórias em sete lutas como profissional nas artes marciais mistas. Com o triunfo, Nchukwi volta a vencer no Ultimate e avança na categoria até 93kg.

Já Rodriguez sofre o quarto revés nas últimas cinco lutas e, agora, tem um cartel de 11 resultados positivos e sete negativos.

Em duelo equilibrado, Raquel Pennington supera Pannie Kianzad por pontos

R. Pennington derrotou P. Kianzad na decisão dos juízes. Foto: Reprodução/Instagram

Na terceira luta feminina da noite, a peso galo (até 61,2kg.) Raquel Pennington não teve vida fácil diante de Pannie Kianzad. Ainda no card preliminar do UFC Vegas 37, a norte-americana disputou um duelo equilibrado, mas conectou os melhores golpes e, ao final de três rounds, foi declarada vencedora na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28).

Com isso, Pennington atualizou seu cartel para 12 resultados positivos e oito negativos em sua carreira. Kianzad, por outro lado, sofre sua sexta derrota e, além disso, também tem 15 vitórias.

Promessa dos leves, Rong Zhu tem atuação sublime e bate Brandon Jenkins por nocaute

R. Zhu vai bem e bate B. Jenkins por nocaute. Foto: Reprodução/Instagram

No duelo entre pesos leves (até 70,3kg.), Rong Zhu mostrou grande domínio sobre Brandon Jenkins e nocauteou o norte-americano no terceiro round. O chinês dominou as ações durante todo o round e, apesar de não ter batido o peso na noite anterior, sai vitorioso do combate.

Prospecto da categoria, Zhu volta a vencer na organização depois de ser derrotado por Rodrigo Vargas, em março deste ano. Com isso, o chinês chega a um retrospecto de 18 triunfos e quatro reveses.

Estreante no Ultimate, Jenkins é recebido da pior forma e tem sua série de três vitórias seguidas quebrada. Ao todo, são 15 resultados positivos e sete negativos.

Montel Jackson começa mal, mas se recupera e derrota JP Buys na decisão dos juízes

M. Jackson derrota J. Buys na decisão dos juízes. Foto: Reprodução/Instagram

Após começar em desvantagem contra JP Buys, Montel Jackson conseguiu se recuperar depois de ser quase finalizado e dar a volta por cima para vencer o combate na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27). O duelo foi válido pela categoria dos galos (até 61,2kg.).

Jackson, desta forma, emplaca sua segunda vitória seguida e tem uma série de dez triunfos e dois reveses na carreira.

Por outro lado, Buys sofre seu quarto resultado negativo em sua trajetória nas artes marciais mistas, tendo também nove resultados positivos.

Erin Blanchfield dá show, supera Sarah Alpar e aumenta sequência de vitórias

E. Blanchfield dá show e supera S. Alpar. Foto: Reprodução/Instagram

Apontada como uma das maiores promessas dos moscas (até 52,1kg.), Erin Blanchfield deu show. A norte-americana, que encarou a compatriota Sarah Alpar, foi superior em todos os momentos do combate com domínio na luta em pé e no chão e conseguiu uma vitória na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-25, 30-26).

Blanchfield, agora, emplaca sua quarta vitória seguida na carreira. A atleta tem um cartel de sete resultados positivos e apenas um negativo. Enquanto isso, Alpar vive momento ruim e sente o ‘sabor amargo’ da segunda derrota em série. Em sua trajetória, são nove triunfos e seis reveses.

Carlston Harris é superior e nocauteia Impa Kasanganay no primeiro round

C. Harris nocauteou I. Kasanganay. Foto: Reprodução/Instagram

O peso meio-médio (até 77kg.) Carlston Harris emplacou seu segundo triunfo em série no Ultimate ao nocautear, ainda no primeiro round, Impa Kasanganay. Radicalizado no Brasil, o atleta usou da trocação afiada e surpreendeu seu adversário em pé.

Assim, Harris amplia seu retrospecto para 17 vitórias e quatro derrotas. Kasanganay, por sua vez, sente o ‘sabor amargo’ de seu segundo revés na carreira. O norte-americano também tem nove triunfos.

Gustavo Lopez e Heili Alatengna fazem duelo movimentado e saem com o empate

G. Lopez e H. Alatengna saem com o empate. Foto: Reprodução/Instagram

O segundo duelo da noite teve um empate como resultado. Em duelo parelho, Gustavo Lopez e Heili Alatengna fizeram três assaltos bastante disputados e foram frustrados com a igualdade na pontuação unânime (28-28, 28-28, 28-28). O norte-americano levaria o combate, mas teve um ponto reduzido pelos juízes.

Agora, Lopez acumula um cartel de 12 vitórias, seis derrotas e um empate. Já Alatengna tem um retrospecto de 14 triunfos e oito reveses e dois empates – sendo um no evento.

Em reviravolta surpreendente, Hannah Goldy finaliza Emily Whitemire e alivia situação no UFC

H. Goldy finalizou E. Whitemire no primeiro round. Foto: Reprodução/Instagram

Uma reviravolta marcou a primeira luta do card preliminar. Pressionada no Ultimate com duas derrotas seguidas, Hannah Goldy estava em desvantagem no combate sobre Emily Whitmire e caiu por baixo. Porém, a norte-americana conseguiu pegar o braço da compatriota e finalizou com um armlock ainda no primeiro round.

Com o triunfo, Hannah Goldy consegue vencer pela primeira vez na organização – sendo também sua primeira finalização. Ela, agora, chegou em seu quinto resultado positivo e tem duas derrotas.

Whitmire, por sua vez, corre sérios riscos de ser cortada do Ultimate. A atleta sofreu seu terceiro revés em série e está ‘negativada’ na carreira, com quatro vitórias e cinco derrotas.

Resultados do UFC Las Vegas 37

CARD PRINCIPAL 

Peso meio-pesado: Anthony Smith x Ryan Spann

Peso meio-pesado: Ion Cutelaba x Devin Clark

Peso mosca: Ariane Lipski x Mandy Bohm

Peso leve: Arman Tsarukyan x Christos Giagos

Peso galo: Nate Maness x Tony Gravely

Peso médio: Joaquin Buckley nocauteou Antonio Arroyo a 2m26s do R3

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Tafon Nchukwi derrotou Mike Rodriguez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo: Raquel Pennington derrotou Pannie Kianzad na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Rong Zhu derrotou Brandon Jenkins por nocaute técnico a 4m35s do R3

Peso galo: Montel Jackson derrotou JP Buys na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca: Erin Blanchfield derrotou Sarah Alpar na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-25, 30-26)

Peso meio-médio: Carlston Harris derrotou Impa Kasanganay por nocaute técnico a 2m38s do R1

Peso galo: Gustavo Lopez e Heili Alatengna empataram na decisão unânime dos juízes (28-28, 28-28, 28-28)

Peso mosca: Hannah Goldy finalizou Emily Whitmire com uma chave de braço a 4m17s do R1

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?