Volkanovski ‘ignora’ Ortega, crava trilogia contra Holloway e promete show: ‘Serei demais para ele’

Australiano ‘esquece’ adversário deste sábado e já se enxerga em novo embate contra antigo campeão dos penas; atleta aponta falha na segunda luta

A. Volkanovski (esq.) derrotou M. Holloway (dir.) no UFC 251. Foto: Reprodução/Instagram

Adversário de Brian Ortega em sua segunda defesa do título dos penas (até 65,7kg.), Alexander Volkanovski ignorou o adversário deste sábado (25) e já mira o próximo compromisso. Confiante na vitória no UFC 266, o australiano está de olho em uma trilogia com Max Holloway, antigo campeão do grupo. Em entrevista ao repórter James Lynch, valorizou um novo embate, prometeu show e apontou falhas no segundo duelo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Na última luta (UFC 251), não queremos arrumar desculpas, mas não estava ligado e, ainda assim, fui capaz de fazer o trabalho. Isso mostra o meu nível. Temos que dar créditos, porque, forma com que ele cresceu da primeira para a segunda luta foi incrível. (…) No próximo confronto, vou estar 100% ligado e não vou dar a ele nenhum round, assim como fiz no primeiro encontro”, disse Volkanovski.

Disposto a acabar com qualquer dúvida sobre sua condição de campeão, Alexander garantiu foco total para um eventual encontro com Holloway. O atleta, então, falou da expectativa para o confronto.

PUBLICIDADE:

“Vou começar forte e terminar mais forte ainda. Novamente, Max é um lutador incrível. Ele está enfrentando outros caras e merecendo a posição de desafiante. (…) Será uma grande luta, mas acho que serei demais para ele. Vou ser um ‘animal’ diferente”, encerrou.

Para chegar a uma nova apresentação com Max, primeiramente Volkanovski deverá passar por Brian Ortega, que vem de grande apresentação contra o ‘Zumbi Coreano’. Os atletas se enfrentam na luta principal do UFC 266, que acontece em Las Vegas, neste fim de semana.

PUBLICIDADE:

Campeão dos penas entre 2017 e 2019, Holloway não luta desde seu show contra Calvin Kattar, em janeiro de 2021. Antes, o atual número um no ranking vinha de dois tropeços em lutas equilibradas contra Volkanovski. A primeira, rendeu a perda do título, há quase dois anos.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?