Cormier manda recado intenso a Jones após nova prisão e assume ‘parte da culpa’; entenda a declaração

Maior rival de ‘Bones’ no UFC, veterano lamenta incidente envolvendo ex-campeão, detido no fim de semana, acusado de violência doméstica

D. Cormier (esq.) e J. Jones (dir.) em encarada para luta em 2016.
Foto: Reprodução/YouTube ufc

Maior rival de Jon Jones em sua trajetória no UFC, Daniel Cormier esqueceu os atritos do passado e voltou a mostrar preocupação com a lenda do MMA. Após nova prisão de ‘Bones, no último fim de semana, em Las Vegas (EUA), acusado de violência doméstica, DC usou sua popularidade para mandar comentar um assunto. O atleta também mandou uma mensagem intensa ao ex-campeão do Ultimate.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Dana (White) disse algumas vezes: ‘não podemos trazê-lo (Jones) para Vegas, nem por 12 horas’. Mas foi provado, de tempos em tempos, que os problemas parecem perseguir Jones. Ele já teve problemas em Albuquerque, em Nova York. Desta vez, parece ser muito sério”, disse Cormier, em entrevista à ‘ESPN’.

Adversário de Jon em duas ocasiões, Daniel surpreendeu ao admitir que carrega parte da culpa pelas confusões geradas por ‘Bones’ fora do octógono. Aposentado do MMA, o, hoje, comentarista, explicou.

PUBLICIDADE:

“Eu disse algumas coisas em 2017, antes mesmo de lutarmos pela segunda vez. Eu falei dos erros e como você os comete. Isso te muda. Jones, obviamente, não aprendeu com os equívocos. Eu também assumo parte da responsabilidade, porque, em muitas situações, você aprende quando é colocado em dificuldades. (…) Eu disse que ele mudaria depois que perdesse para mim, mas eu não o derrotei. Chael Sonnen não o derrotou. Muitas pessoas não conseguiram. Nunca o forçamos a olhar para o espelho e reavaliar seu comportamento fora (do octógono), porque esse comportamento ainda o levava ao sucesso. Por que mudar? É lamentável”, desabafou DC.

Anos depois da rixa histórica com um dos melhores lutadores de todos os tempos, Cormier entende que tudo ficou no passado. No intuito de ajudar, o antigo duplo campeão do Ultimate mandou um recado intenso ao ex-rival.

PUBLICIDADE:

“Dana disse algo muito inteligente, quando disse que sequer fica desapontado (com os casos de Jones). Se tornou uma expectativa. Quando um mau comportamento se torna corriqueiro, isso deveria ser o maior pedido de socorro para se recompor, porque não há mais decepção. Você precisa se endireitar. Se existe uma mensagem minha, não me orgulho do lugar que Jones está hoje e as coisas que faz no momento. O que vou dizer para ele é para se recompor. Você precisa encontrar uma maneira de se ajudar, porque não é mais sobre a carreira como lutador. Obviamente, ele ganhou muito dinheiro. É como endireitar sua vida para ser o exemplo que precisa para aquelas três crianças que ele tem”, encerrou.

PUBLICIDADE:

A prisão de Jon aconteceu horas depois do atleta receber a homenagem no ‘Hall da Fama do UFC’. Na ocasião, o lutador foi inserido no seleto grupo por seu confronto histórico contra Alexander Gustafsson, em 2013.

Nas últimas horas, já liberado da prisão, a lenda do MMA se manifestou pela primeira vez após o ocorrido. O atleta apontou o desejo de se afastar do álcool que, segundo o lutador, tem sido um problema em sua vida.

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS