Lutador do ‘boxe sem luvas’, Dillon Clecker se manifesta em rede social após morte de oponente

Justin Thornton faleceu aos 38 anos cerca de duas semanas após ser brutalmente nocauteado por Clecker em evento do BKFC

D. Clecker se pronunciou após falecimento de J. Thornton (Foto: Divulgação/BKFC)

O mundo dos esportes de combate está de luto pelo falecimento de Justin Thornton, que morreu na última segunda-feira (04), devido a uma série de lesões sofridas na derrota por nocaute para Dillon Cleckler na 20ª edição do Bare Knuckle Fighting Championship (BKFC), que ocorreu em 20 de agosto.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Ao saber do falecimento de seu oponente, Dillon Clecker foi às redes sociais lamentar o ocorrido e prestar sua homenagem a Justin Thornton e seus familiares.

“Como lutador, nada te prepara para a notícia que eu recebi nesta manhã a caminho do treino. Alguns de vocês podem não ter ouvido, mas meu último oponente Justin Thornton faleceu na noite passada por conta de uma pneumonia. Estou absolutamente devastado por isso, porque conhecia Justin há anos. Nem todos sabem disso, mas nos enfrentamos oito anos atrás e ele me disse na hora que queria a revanche. Eu sei que quando ele recebeu a ligação para finalmente ter a revanche em um palco maior, viu uma grande oportunidade e agarrou. Justin é um guerreiro, lutar está no sangue dele. Ele amava. Ele enfrentava qualquer um, a qualquer hora, em qualquer lugar e, quando eu fiquei sem oponente, ele agarrou a oportunidade e entrar lá comigo novamente. Qualquer homem ou mulher que pisa no ringue ou no cage é especial e assume um risco que 99,99% do mundo nunca assumiria. Às vezes ainda me pergunto por que fazemos isso. Mas Justin foi um lutador a vida inteira e só merece respeito. Meus pensamentos e orações estão com Justin Thornton e sua família. Descanse em paz, guerreiro”, escreveu o lutador.

PUBLICIDADE:

Justin Thornton foi o terceiro adversário de Dillon Clecker em sua carreira no MMA profissional. Na ocasião, em fevereiro de 2013, Clecker derrotou Thornton por nocaute técnico no primeiro round em duelo válido pelo evento Islan Fights 20. Oito anos depois, em revanche válida pelo Bare Knuckle Fighting Championship, organização de boxe sem luvas, Clecker venceu novamente por nocaute no primeiro round, mas com o final trágico.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS