Cormier fala sobre dificuldades de somar três cinturões do UFC e analisa chances de Cejudo no desafio

Antigo duplo campeão do Ultimate fala sobre sonho do ‘Triplo C’ em se tornar o primeiro na história a conquistar feito

H. Cejudo faz parte do seleto grupo de duplos campeões do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Considerado um dos melhores lutadores na história recente do Ultimate, Daniel Cormier sabe bem das dificuldades de se somar dois cinturões em categorias distintas na empresa. Imagine em três? Este foi o assunto discutido pelo ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg.) e pesados (até 120,2kg.), quando perguntado sobre a insistência de Henry Cejudo em receber a chance de buscar seu título de número três.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Ser campeão em três divisões, todos pensavam que Conor (McGregor) seria o primeiro a realizar o feito. Agora, parece que Henry vai se tornar o primeiro a tentar algo que, honestamente, parece impossível”, afirmou DC, em entrevista à ‘ESPN’.

Nos últimos meses, Cejudo tem cobrado publicamente por uma chance de enfrentar Alexander Volkanovski na disputa do título dos penas (até 65,7kg.). Aposentado desde maio de 2020, o ex-campeão dos moscas (até 56,7kg.) e galos (até 61,2kg.) não esconde que, pelo desafio, voltaria à ativa.

PUBLICIDADE:

Mesmo confiante em seu talento como lutador, que lhe renderam o topo absoluto em duas categorias diferentes, Cejudo, recentemente, admitiu que existe a possibilidade de ser superado pelo australiano. O atleta, no entanto, não se esconde atrás das possibilidades e quer o aval para a tentativa de algo, até o momento, inédito.

Enquanto Henry não se apresenta desde a grande vitória sobre Dominick Cruz, Volkanovski vive um grande momento na carreira. Em sua última luta, o campeão dos penas superou Brian Ortega em um dos melhores embates de 2021.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?