Wilder volta atrás após negar cumprimentar Fury e desabafa após derrota em luta histórica no boxe

Adversário de Tyson em trilogia por título mundial, atleta reconhece feito de rival em luta de 11 rounds

T. Fury nocauteou D. Wilder no terceiro duelo entre os dois; Foto: Reprodução/Instagram/WBC

Depois de dar um mau exemplo sobre ‘espírito esportivo’ ao negar cumprimentar Tyson Fury após sua derrota no último fim de semana, Deontay Wilder voltou atrás. Duramente batido pelo inglês em trilogia histórica no boxe, o peso pesado reconheceu os méritos do rival e desabafou sobre o confronto pelo título mundial.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu aprendi que, algumas vezes, precisamos perder para vencer. Apesar de eu querer a vitória, gostei de ver que os fãs ganharam ainda mais. Provei que sou um verdadeiro guerreiro e um rei no esporte. Provamos que, não importa o quão forte você é golpeado, você pode se recuperar e lutar pelo que acredita”, disse Wilder, em trecho divulgado pelo ‘The Mac Life’.

Por fim, o reconhecimento. Depois de negar um aperto de mão a Fury ainda no ringue após sofrer um duro nocaute, o ex-campeão voltou atrás.

PUBLICIDADE:

“Por último, mas não menos importante, parabéns a Tyson Fury por sua vitória e obrigado por memórias históricas que vão durar para sempre”, encerrou.

O confronto realizado no último fim de semana encerrou uma trilogia entre os atletas iniciada em 2018. No total, foram duas vitórias (com nocautes) para Tyson e um empate.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?