Troca de farpas com Corey Anderson segue e Blachowicz não esconde irritação com antiga vítima

Colocado em discussão sobre melhor meio-pesado do MMA, campeão do UFC volta a atacar norte-americano, que tem brilhado no Bellator

C. Anderson (esq.) e J. Blachowicz (dir.) em encarada antes do UFC Rio Rancho. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Inserido na discussão sobre qual seria o melhor meio-pesado (até 93kg.) do MMA na atualidade, o nome de Corey Anderson segue irritando Jan Blachowicz. Carrasco da nova estrela do Bellator nos tempos de UFC, o campeão do Ultimate voltou a disparar contra o antigo rival. Em nova investida, o polonês questionou a saída do combatente da empresa presidida por Dana White.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu quero apenas colocá-lo no chão de novo. A diferença entre mim e ele é que, quando eu perco uma luta, eu não desisto. Ele perdeu e desistiu. Talvez a pressão tenha sido muito grande para ele, e ele foi para outro lugar, a liga secundária e, agora, está falando ou ‘latindo’. Não entendo isso. Por que ele não ficou no UFC? Ele pode renegociar tudo neste momento. Dinheiro e essas coisas. Ele foi um covarde. É por isso que ele está fazendo isso. Agora, está seguro por lá, porque não estou no Bellator. Por isso ele começou a latir”, disparou Blachowicz, em entrevista ao ‘The MMA Hour’.

Campeão dos meio-pesados do Ultimate desde o fim de 2020, Blachowicz dividiu o octógono com Anderson no início da temporada passada. No duelo, o polonês não tomou conhecimento do rival, vencendo a disputa com um nocaute no primeiro round. A vitória contundente credenciaria Jan a disputar o título vago do grupo contra Dominick Reyes em setembro.

PUBLICIDADE:

Se o triunfo sobre Corey representou um marco na carreira do polonês, o mesmo pode se dizer do norte-americano. Duramente batido por Blachowicz em 2020, o tropeço acabou marcando a despedida do atleta do Ultimate. Meses depois, o lutador confirmaria sua transferência para o Bellator.

Aposta da concorrente do Ultimate, Anderson tem feito bonito na organização. Inserido no torneio milionário da organização, atuando nos meio-pesados, o combatente somou três vitórias por nocaute em sequência e conseguiu chegar à final, quando enfrentará o perigoso campeão, Vadim Nemkov.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?