Justin Gaethje faz história e supera Michael Chandler por pontos em ‘guerra’ épica no UFC 268

Ex-campeão interino dos leves não tem vida fácil, mas bate compatriota na decisão unânime dos juízes

J. Gaethje (dir.) derrotou M. Chandler (esq.) no UFC 268. Foto: Reprodução/Instagram

A história foi escrita neste fim de semana. Ex-campeão interino dos leves (até 70,3kg.), Justin Gaethje viveu uma verdadeira guerra no card principal do UFC 268, realizado neste sábado (6), em Nova York (EUA). Adversário de Michael Chandler em um dos confrontos mais aguardados do evento, o atleta passou por maus bocados, mas conseguiu uma grande reviravolta nos assaltos finais. Ao fim de 15 minutos, o lutador foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em um dos maiores cards da temporada 2021, Gaethje retornava ao octógono após mais de um ano de inatividade. Vítima de Khabib Nurmagomedov em outubro de 2020, o norte-americano conseguiu se recuperar e volta a olhar de perto para uma nova luta pelo cinturão linear do grupo.

Mesmo derrotado no espetáculo, Chandler foi alvo de aplausos do público presente no Madison Square Garden. Depois de sobreviver a um verdadeiro castigo no segundo round, o ex-campeão do Bellator provou mais uma vez ser um atleta de alto nível e, em alguns momentos, esteve perto de surpreender o oponente.

PUBLICIDADE:

Enquanto Justin retoma o caminho das vitórias no Ultimate, Michael soma seu segundo tropeço consecutivo com as luvas do UFC, em três compromissos.

Com a vitória sobre Michael, Justin defende a segunda posição no grupo liderado por Charles do Bronx. Além da confiança renovada, o norte-americano pode ter se credenciado para encarar o vencedor do embate entre o campeão e Dustin Poirier, que lutam em dezembro.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Gaethje tomando a iniciativa com um chute baixo. Chandler respondeu com um cruzado, que balançou o adversário. Justin se recuperou e aceitava a trocação franca com Michael. O duelo seguia tenso, com os atletas buscando o nocaute. Os golpes de Chandler entravam limpos no rosto do rival, enquanto o ex-campeão interino parecia perdido no duelo. Michael seguia levando vantagem na trocação e os ataques de Gaethje passavam no vazio. Na metade do assalto, Michael passou a castigar Justin com uma combinação de cruzados. Chandler seguiu atacando, mas Justin ainda respondia e levava perigo. Perto do minuto final, Michael provocava o oponente e continuava em vantagem na luta em pé. Mesmo sofrendo com os ataques do rival, Gaethje seguia respondendo e levava perigo. Perto de acabar o assalto, Chandler arriscou uma queda, mas o oponente se defendeu bem. O assalto acabou com os atletas se estudando no centro do octógono.

PUBLICIDADE:

O segundo round começou com Chandler tomando a iniciativa com um jab. Gaethje respondeu com um direto. Os ataques não ficavam sem resposta e o confronto seguia tenso. Conforme o duelo passava, Justin começou a se soltar e, ao contrário do primeiro round, tocava mais o adversário. Passado pouco mais de um minuto, Justin encaixou um gancho limpo no rosto do oponente, que caiu. Em posição de desvantagem, Michael se agarrava às pernas do oponente e tentava travar o duelo a qualquer custo. Por cima, Gaethje seguia batendo e ensaiou uma finalização. Justin permitiu que o adversário se levantasse e o embate voltou para a trocação. Em pé, Justin seguia melhor, mas Michael mostrava muita resistência. Perto do minuto final, Chandler buscava desesperadamente uma queda, mas Gaethje se protegia bem. Enquanto Michael tentava se recuperar, Justin continuava castigando e buscando o nocaute. O round acabou com os lutadores se encarando no centro do octógono.

Na última etapa, Gaethje desferiu o primeiro ataque, com um chute baixo. As mãos de Justin seguiam afiadas e tocavam Chandler. O ex-Bellator seguia surpreendendo com a resistência e caminhava para frente, soltando jabs e diretos potentes. Michael abaixou a guarda e tentava atrair o rival para o erro. Chandler buscou as pernas e, enfim, conseguiu derrubar, mas Justin estava atento e reverteu rapidamente a situação. Os atletas ficaram de pé e voltaram a trocar ataques no centro do octógono. Michael chamava o oponente para a luta e voltou a ter vantagem na trocação. Chandler soltou um upper e Justin respondeu com um overhand. O público vibrava com o duelo. No minuto final, os atletas passaram a economizar nos ataques e se estudavam, até que o cronômetro zerou.

Resultados do UFC 268

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Kamaru Usman derrotou Colby Covington na decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47, 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso palha: Rose Namajunas derrotou Weili Zhang na decisão dividida dos juízes (47-48, 48-47 e 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso galo: Marlon Vera derrotou Frankie Edgar por nocaute a 3m50s do R3

Peso pena: Shane Burgos derrotou Billy Quarantino na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Justin Gaethje derrotou Michael Chandler na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Alex Poatan derrotou Andreas Michailidis por nocaute técnico (joelhada) a 18s do R2

Peso leve: Bobby Green derrotou Al Iaquinta por nocaute técnico a 2m25s do R1

Peso médio: Chris Curtis derrotou Phil Hawes por nocaute técnico a 4m27 do R1

Peso médio: Nassourdine Imavovo derrotou Edmen Shahbazyan por nocaute técnico a 4m42s do R2

Peso meio-médio: Ian Garry derrotou Jordan Williams por nocaute a 4m59s do R1

Peso pesado: Chris Barnett derrotou Gian Villante por nocaute técnico a 2m23s do R2

Peso meio-pesado: Dustin Jacoby derrotou John Allan na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pena: Melsik Baghdasaryan derrotou Bruno Souza na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Ode Osbourne derrotou CJ Vergara na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?