Jon Jones descarta retorno a antiga academia e revela busca por uma nova equipe

Expulso recentemente da 'Jackson Wink MMA', o ex-campeão dos meio-pesados declarou que está em busca de um novo time para poder dar seguir a sua carreira

J. Jones (foto) foi preso recentemente acusado de violência doméstica. Foto: Instagram @jonnybones)

Recentemente demitido da equipe ‘Jackson Winck MMA’, Jon Jones descartou retornar a sua antiga casa e revelou que já procura um novo time. Em postagem em seu ‘Twitter‘, o ex-campeão dos meio-pesados (até 93kg) agradeceu pelo tempo que passou na academia, mas assumiu que já procura um novo local para continuar se preparando para as suas lutas.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: IMAGEM FORTE: Ex-campeão fica com rosto esmagado após receber pisão ‘à la Anderson Silva’ no UFC 268

LEIA TAMBÉM: Vídeo: ‘Gordinho do UFC’ apaga rival com chute rodado à la Edson Barboza e comemora com salto mortal

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Com certeza não vou voltar, mas vou continuar torcendo por todos os lutadores que estão treinando lá. Eu acredito que meus métodos de treinamento e sessões melhoraram significativamente desde a mudança de ambiente. Grato por todo o tempo que passei ali, mas tudo tem seu tempo”, escreveu Jones.

O ex-campeão disse que precisa de novos companheiros de treinos e revelou que procura por uma nova academia para poder seguir sua carreira

“Sei que não poderei treinar na minha garagem para sempre, eventualmente vou precisar de mais companheiros de treino. Principalmente parceiros de wrestling e kickboxers. Estou à procura de times que poderei visitar e treinar, talvez fazer algumas sessões de sparring”, finalizou ‘Bones’.

PUBLICIDADE:

Ex-líder dos meio-pesados, Jones se envolveu em mais uma polêmica recentemente. No último mês de setembro, Jon foi preso acusado de violência doméstica. Ainda em preparação para a sua estreia na divisão dos pesados (até 120,2kg), ‘Bones’ ainda não teve data e nem adversário definidos pela organização.

Podcast #75: Superaquecimento para o UFC 278 com Aldo, Borrachinha e Usman