Para Volkanovski, batalhas de Holloway no octógono reduzirão ‘vida útil’ do atleta no MMA: ‘Não dura para sempre’

Rival do havaiano, campeão dos penas sugere que acúmulo de danos podem prejudicar carreira do ícone da categoria

M. Holloway (dir.) derrotou Y. Rodriguez (esq.) no UFC Vegas 42. Foto: Reprodução/Twitter

Considerado um dos melhores representantes dos penas (até 65,7kg.) na história recente do MMA, Max Holloway é conhecido por empolgar parte dos fãs em seus desafios no octógono. As ‘guerras’ protagonizadas pelo havaiano, no entanto, podem não ser totalmente benéficas para o lutador, pelo menos é o que pensa Alexander Volkanovski. Rival do ‘Abençoado’, o australiano sugeriu que as batalhas podem reduzir a durabilidade do atleta dentro do esporte.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“O Max engole muitos golpes. Ele tem volume, mas fica feliz em receber ataques para revidar com outros. Quanto tempo isso pode durar?”, questionou Volkanovski, no ‘The MMA Hour’.

Algoz de Holloway em duas oportunidades, na disputa do cinturão da categoria, Alexander colocou em dúvida o tempo de carreira do havaiano. Segundo o campeão, o acúmulo danos recebidos acabarão por cobrar um preço.

PUBLICIDADE:

“Estou te dizendo: aquele queixo vai embora logo. Você não pode suportar tanto dano. Estamos falando de cerca de 3000 mil ataques que ele desferiu, isso é incrível. No entanto, ele absorveu 1000 ou 2000 também. Isso não é saudável”, afirmou Volkanovski.

Atrás apenas de Alexander no ranking dos penas, Max vem de uma verdadeira batalha contra Yair Rodriguez, na última semana. Na ocasião, o havaiano superou o mexicano em confronto disputado em cinco rounds, decidido pelos juízes.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?