Nada de Holloway, McGregor ou Yan; Cormier escala ‘melhor boxe’ que já passou pelo MMA

Comentarista ‘esquece’ estrelas atuais do Ultimate e escolhe James Toney como referência da ‘nobre arte’ dentro das artes marciais mistas

D. Cormier é um dos principais comentaristas do UFC. Foto: Reprodução/Facebook UFC

A disputa sobre quem é o melhor boxeador inserido nas artes marciais mistas é assunto corriqueiro nas discussões que envolvem o esporte. Ex-lutador e, hoje, comentarista, Daniel Cormier deu seu parecer sobre a ‘polêmica’. Ao invés de escolher uma estrela do atual elenco do UFC, DC ousou e escalou um atleta que disputou apenas um confronto no MMA.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“No primeiro lugar, o melhor boxeador na história da artes marciais mistas e o melhor a subir no octógono é James Toney. Ele pode não ter conseguido mostrar sua habilidade, mas é o melhor. Mesmo que ele tenha sido finalizado por Randy (Couture), James Toney é campeão mundial dos médios (na ‘nobre arte’)”, disse Cormier, em sua conta no Instagram.

Disposto a valorizar sua opinião, Daniel fez questão de explicar o ponto de vista. O comentarista escalou pontos altos na carreira de Toney como pugilista.

PUBLICIDADE:

“James lutou contra Bernard Hopkins. É um dos melhores boxeadores de todos os tempos. Se vamos dar créditos a Conor (McGregor) por enfrentar Floyd (Mayweather) em um duelo de boxe contra um dos melhores de todos, então, como podem ignorar James Toney, que teve uma carreira inteira sendo um dos melhores que já vimos?”, encerrou.

Apontado como ‘o melhor do boxe dentro do MMA’ por Cormier, James atuou no boxe profissional entre 1988 e 2017. Na modalidade, o atleta somou títulos mundiais e encerrou a carreira com 77 vitórias em 87 confrontos disputados.

PUBLICIDADE:

O teste de Toney no Ultimate aconteceu em 2010. Na ocasião, o atleta enfrentou o lendário Randy Couture. No confronto, o pugilista foi finalizado ainda no primeiro round. O encontro com o ex-campeão do UFC marcou o primeiro e último desafio do boxeador nas artes marciais mistas.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?