Acertado com evento que mescla boxe e MMA, Frank Mir diz que vai receber maior salário da carreira

Lutador, que luta neste sábado no ‘Triller Triad’, compara bonificação com as bolsas recebidas enquanto esteve no UFC

F. Mir luta neste sábado (27) contra K. Pulev. Foto: Reprodução/Instagram @thefrankmir

Ex-campeão do UFC, Frank Mir terá uma experiência nova em sua carreira na próxima apresentação. O peso pesado (até 120,2kg.) vai competir na ‘Triller Triad’ – evento que combina regras do boxe e MMA – na luta principal da noite, diante do pugilista Kubrat Pulev. O duelo está previsto para acontecer neste sábado (27).

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista ao ‘The MMA Hour’, o veterano se diz contente com a oportunidade de competir no evento e revelou que mira receber uma bonificação financeira recorde, que pode chegar na casa do ‘milhão’, valores superiores aos que ele recebia no Ultimate.

“Na verdade, se eu atingir meus bônus e ganhar, estou basicamente atingindo os ‘sete dígitos’. Nunca estive dentro de alguns US$ 100 mil disso no mundo do MMA. Acho que é uma prova do que a ‘Triller’ está fazendo, aumentando os dias de pagamento e dividindo a renda. Eu e Brock Lesnar vendemos muitos pay-per-views, mas não pegamos 10% do que eles (UFC) fizeram”, disse Mir.

PUBLICIDADE:

Grande nome da história dos pesados, Frank Mir lutou cinco vezes pelo título do Ultimate e chegou a ser campeão linear e interino da divisão. O norte-americano mediu forças contra Brock Lesnar e, na ocasião, venceu mais de 1,6 milhões de pacotes de pay-per-view no UFC 100 – sendo até hoje o oitavo maior da história.

A declaração de Frank, inclusive, expõe algumas das posições relacionadas aos pagamentos do presidente do Ulimate, Dana White, que já foi criticado publicamente por Jake Paul, Paulo Borrachinha, Francis Ngannou e Joanna Jedrzejczyk pelas bolsas pagas pela empresa aos atletas.

PUBLICIDADE:

Nova regra

No ‘Triller Triad’, os lutadores vão competir em um ringue triangular e em rounds de dois minutos. A ideia, inclusive, é colocar lutadores de MMA contra boxeadores profissionais para conseguir ‘nivelar’ as habilidades dos atletas no combate.

PUBLICIDADE:

Assim como acontece no boxe, chutes e cotoveladas não são permitidos. Na adaptação, no entanto, o lutador poderá clinchar e golpear seu adversário na posição.

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico