Kayla Harrison declara afeto por Amanda Nunes, mas reforça desejo de enfrentá-la: ‘São negócios’

Livre no mercado, norte-americana está treinando com 'Leoa' na 'American Top Team'

K. Harrison está invicta em 12 lutas. Foto: Reprodução/Instagram

Amigas, amigas… Negócios à parte! Apesar de estar ajudando Amanda Nunes no ajuste da luta agarrada para combate contra Julianna Peña no UFC 269 do dia 11 de dezembro, Kayla Harrison deu uma declaração polêmica. Livre no mercado, a norte-americana tratou de ressaltar seu apreço pela brasileira, mas não descarta enfrentá-la no futuro próximo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu adoro a Amanda (Nunes) e a acho incrível. Não quero irritar os nossos companheiros de equipe e treinadores, mas estou naquele ponto da minha vida onde eu sei o meu valor e quero ver o que acontece. O melhor elogio que eu posso dar é que eu quero lutar com a Amanda. Quero lutar, mas depois sair para comer com ela, sem rivalidade” disse Harrison, em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

Com respeito, Kayla ainda não sabe se vai, de fato, assinar contrato com o Ultimate. Ainda assim, a bicampeã olímpica afirmou que Amanda é a ‘melhor da história’ e tem muito respeito pela ‘Leoa’.

PUBLICIDADE:

“Não há nada que eu não faria por um companheiro de equipe e não faço por maldade. Mas são apenas negócios, sabe? É uma honra ser mencionada na mesma frase que ela. Amanda é a maior de todos os tempos por um motivo, e eu coloco muito respeito por esse nome, e eu não chamo as pessoas de as melhores de todos os tempos à toa”, finalizou.

Kayla Harrison, de 31 anos, tem um ‘cartel perfeito’ no MMA. Profissional desde 2018, são 11 vitórias seguidas em sua carreira. Ela se tornou conhecida nas artes marciais após conquistar duas medalhas de ouro olímpicas, competindo pelo judô. Sua primeira, veio em 2012, em Londres e, a segunda, no Rio de Janeiro, em 2016.

PUBLICIDADE:

Podcast #47: Ngannou defende cinturão no UFC 270 e Dana White ‘some’ + Whindersson Nunes luta neste sábado