Carrasco de Léo Santos e veterano do MMA, Clay Guida fatura R$282 mil por finalização no UFC Vegas 44

Algoz de brasileiro no card principal deste sábado, lutador é recompensado por virada sobre tupiniquim; mais cinco atletas levaram ‘boladas’

C. Guida derrotou L. Santos no UFC Las Vegas 44. Foto: Reprodução/Instagram

Responsável por estragar a festa de Léo Santos no UFC Las Vegas 44, Clay Guida tem motivos de sobra para comemorar sua vitória neste sábado (4). Veterano no MMA, o norte-americano teve performance marcante após superar um castigo do brasileiro no primeiro round. Depois da virada com finalização, o atleta foi recompensado com um dos bônus de ‘Performance da Noite’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Aos 39 anos, Guida subiu ao octógono para tentar se recuperar da derrota sofrida para Mark O. Madsen, em agosto. O norte-americano, no entanto, esteve próximo de perder mais uma, quando quase foi nocauteado pelo brasileiro ainda no primeiro round. Depois de suportar o castigo, Clay conseguiu uma recuperação impressionante, levando Santos para o chão no início da segunda etapa e conseguindo finalizar o rival, conhecido por sua excelência no jiu-jitsu. Pelo triunfo, o veterano levou US$50 mil (cerca deR$282 mil).

Representante da luta co-principal, Rafael Fiziev também vai para casa de bolso cheio. Destaque de um dos confrontos mais aguardados do show, o atleta não teve vida fácil contra Brad Riddell. O combatente, no entanto, protagonizou um nocaute cinematográfico ao apagar o oponente em pé, com um chute rodado.

PUBLICIDADE:

Outro prêmio de performance foi entregue a Jamahal Hill. Destaque da segunda metade do evento, o jovem levou a ‘bolada’ depois de um atropelo relâmpago contra Jimmy Crute, em apenas 48 segundos.

A atuação de Chris Curtis também fez com que o lutador levasse os sonhados US$50 mil. Com um duro nocaute aplicado em Brendan Allen no segundo round, o lutador, além de ampliar o bom momento, garante a festa de fim de ano.

PUBLICIDADE:

A diretoria do UFC estava ‘mão aberta’ no UFC Las Vegas 44. Depois de quatro prêmios de performance, a organização também decidiu dar um bônus de ‘Melhor Luta’. O confronto escolhido aconteceu no card preliminar e as estrelas foram Cheyanne Vlismas – vencedora do embate – e Mallory Martin.

PUBLICIDADE:

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico