Clay Guida sobrevive a castigo de Léo Santos, vira luta e finaliza brasileiro no UFC Las Vegas 44

Veterano passa por pesadelo na primeira etapa, sobrevive e conquista triunfo diante de campeão do TUF 2

C. Guida (dir.) aplica queda em L. Santos (esq.) no UFC Las Vegas 44. Foto: Reprodução/Instagram

Primeiro brasileiro a subir no octógono no UFC Las Vegas 44, Léo Santos foi do céu ao inferno do primeiro para o segundo round. Destaque do espetáculo deste sábado (4), o tupiniquim chegou perto de conquistar um nocaute brutal no primeiro round, mas acabou sofrendo uma grande virada do veterano, que sobreviveu ao castigo. O anticlímax veio logo na segunda etapa, quando o norte-americano conseguiu a queda e chegou à finalização.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com a derrota, Santos confirma o momento mais complicado de sua carreira. O lutador nunca havia perdido dois confrontos consecutivos em sua trajetória como profissional nas artes marciais mistas.

Se Léo foi do céu ao inferno, Guida viveu exatamente o oposto. Aos 39 anos, o norte-americano provou ter coração e capacidade de reverter situações. O triunfo de Guida marcou o 37º resultado positivo na carreira do veterano.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Guida tomando a iniciativa com um chute baixo. O brasileiro economizava nos golpes e tentava encontrar a melhor distância para soltar seu jogo. Passado pouco mais de um minuto, Santos conectou um chute na linha de cintura de Clay, que sentiu. Percebendo o bom momento, Santos partiu para cima e passou a castigar o adversário. Rendido no confronto, o veterano tentava sobreviver, mas o tupiniquim continuava agredindo. Léo continuava castigando, mas Guida mostrou raça e conseguiu se afastar. Perto do minuto final, o norte-americano buscava a recuperação e tentava levar o brasileiro para o chão. Santos se protegeu bem e conseguiu se desvencilhar. Restando um minuto para acabar a etapa, Clay conseguiu a queda e passava a golpear o tupiniquim de cima para baixo. A etapa acabou com Guida no ground and pound.

Logo no início da segunda etapa, Guida partiu para cima de Santos e buscou levar o brasileiro para o chão. O norte-americano conseguiu derrubar e o tupiniquim caiu em posição de desvantagem. O tupiniquim dava sinais de cansaço, enquanto Clay tentava as transições. Guida chegou às costas e ensaiava um mata-leão. Com a posição encaixada, restou a Santos bater em desistência.

PUBLICIDADE:

Rafael Fiziev atropela com chute de cinema

R. Fiziev (dir.) derrotou B. Riddell no UFC Las Vegas 44. Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE:

Em luta que colocou frente a frente duas promessas dos leves (até 70,3kg.), Rafael Fiziev venceu com desfecho cinematográfico. Adversário de Brad Riddell na luta co-principal, o lutador do Quirguistão teve um primeiro round equilibrado, mas foi na segunda etapa que a história chegou ao fim. Com pouco mais de dois minutos, o atleta encaixou um chute rodado, que fez o rival ser nocauteado de pé.

Com o resultado, Fiziev avançou ainda mais na divisão liderada por Charles do Bronx. A vitória fará com que o combatente tome a posição do oponente e, na próxima semana, deve figurar na 12ª colocação.

Atropelado no evento, Riddell não conseguiu chegar à oitava vitória consecutiva. O lutador não perdia um confronto desde julho de 2018.

Jamahal Hill aniquila Jimmy Crute em luta relâmpago

J. Hill em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Não deu nem para suar. Promessa dos meio-pesados (até 93kg.) do UFC, Jamahal Hill provou, em grande estilo, ter se recuperado da primeira derrota na carreira. Adversário de Jimmy Crute em uma das principais lutas do evento, o combatente precisou de apenas 48 segundos para fazer o rival provar a força de seus punhos. Com uma bomba de direita, o atleta foi capaz de apagar o adversário.

O resultado positivo colocou Hill novamente no caminho das vitórias. Agora, o lutador soma nove triunfos na carreira. Na entrevista após o embate, Jamahal sugeriu um embate com Johnny Walker.

A maior experiência de Crute no MMA não foi suficiente para interromper o ímpeto do adversário. Com o tropeço, lutador chegou a dois reveses em sequência, inédito na sua carreira até o momento.

Chris Curtis atropela Brendan Allen e amplia boa fase

C. Curtis em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Veterano do MMA, Chris Curtis deu um verdadeiro show na segunda luta do card principal. Enfrentando um adversário quase 10 anos mais jovem, o combatente não se intimidou e fez valer a experiência. Depois de um primeiro round marcado pelo equilíbrio, o peso médio (até 83,9kg.) comprovou a fama de nocauteador e, na segunda etapa, fez o rival sucumbir após um castigo.

Com a vitória, Curtis, de 34 anos, ampliou sua boa fase na carreira. Agora, o atleta soma seis vitórias consecutivas e segue com 100% de aproveitamento em dois compromissos pelo Ultimate.

Atropelado no show, Allen não conseguiu somar o terceiro triunfo em sequência. O lutador de 25 anos, agora, tem dois reveses em sete desafios na empresa.

Alex Morono controla Mickey Gall e complica rival

A. Morono (dir.) derrotou M. Gall (esq.) no UFC Las Vegas 44. Foto: Reprodução/Instagram

Representante dos meio-médios (até 77kg.), Alex Morono teve uma atuação dominante no confronto que abriu o card principal. Adversário de Mickey Gall, ‘cria do UFC’, o atleta não deu chances ao adversário e, com uma atuação segura, levou a melhor em duelo de três rounds. Ao fim de 15 minutos, o combatente foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

Com a vitória, Morono confirma a boa fase dentro da organização. O atleta chega a três vitórias consecutivas e segue a trajetória rumo à elite do grupo liderado por Kamaru Usman.

Batido no UFC Las Vegas 44, Gall acabou se complicando na organização. O tropeço marcou o terceiro revés nas últimas cinco lutas do atleta.

Resultados do UFC Las Vegas 44

CARD PRINCIPAL

Peso galo: José Aldo derrotou Rob Font na decisão unânime dos juízes (50-45, 49-46, 50-45)

Peso leve: Rafael Fiziev derrotou Brad Riddell por nocaute técnico a 2m20s do R3

Peso meio-pesado:  Jamahal Hill derrotou Jimmy Crute por nocaute a 48s. do R1

Peso leve: Clay Guida finalizou Léo Santos com um mata-leão a 1m21s do R2

Peso médio: Chris Curtis derrotou Brendan Allen por nocaute técnico a 1m58s do R2

Peso meio-médio: Alex Morono derrotou Mickey Gall na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Dusko Todorovic derrotou Maki Pitolo por nocaute técnico 4m34s do R1

Peso mosca: Manel Kape derrotou Zhalgas Zhumagulov por nocaute técnico a 4m02s do R1

Peso meio-médio: Bryan Barberena derrotou Darian Weeks na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso palha: Cheyanne Vlismas derrotou Mallory Martin na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso meio-pesado: William Knight derrotou Alonzo Menifield na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Claudio Puelles finalizou Chris Gruetzemacher com uma chave de joelho a 3m23s do R3

Peso galo: Vince Morales derrotou Louis Smolka por nocaute a 2m02s do R1

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico