‘Na espera’ de Kayla Harrison, Amanda Nunes prefere não opinar sobre o futuro da norte-americana: ‘Que ela tome a decisão certa’

Especulada como possível adversária da judoca, caso ela migre pro UFC, a brasileira não quis palpitar sobre o destino da sua companheira de treinos

A. Nunes é possível adversária para K. Harrisson, caso norte-americana vá para o UFC. Foto: Montagem SL

Especulada como possível adversário de Kayla Harrison, caso a judoca migre para o Ultimate, Amanda Nunes preferiu não palpitar sobre o futuro da sua parceira de treinos. Em entrevista antes do UFC 269 do próximo sábado (11), a campeã dos galos (até 61,2kg) preferiu não criar rivalidade com a norte-americana e desejou que ela ‘tome a decisão certa’.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: Pedro Munhoz ignora provocações, mas revela curioso encontro com Sean O’Malley: ‘Ficou assustado’

Veja Também

“Depende dela. Todo mundo sabe de sua própria carreira. Espero que ela tome a decisão certa, se vai fechar com o UFC ou com outra organização. Sempre vou tratá-la bem. Treinamos bem e nos divertimos muito. Então, o que quer que ela decida, isso é assunto dela”, disse a ‘Leoa’.

PUBLICIDADE:

Especulada como possível contratada do UFC, Kayla Harrison teve o seu contrato encerrado com a PFL recentemente. Na organização presidida por Ray Sefo, a judoca conquistou o bicampeonato do torneio dos leves (até 70,3kg). A norte-americana está invicta no MMA profissional com 12 vitórias.

Considerada por muitos a maior atleta da história do MMA feminino, Amanda fará no UFC 269 a sua sexta defesa do cinturão dos galos contra a norte-americana Julianna Peña. A ‘Leoa’ possui um cartel de 21 triunfos e quatro reveses no esporte.

PUBLICIDADE:

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico