Sean O’Malley diz que não pretende aceitar lutas de cinco rounds e explica os motivos

Décimo segundo no ranking dos galos, o 'Sugar' afirmou que só irá fazer lutas principais ou por cinturão, caso o UFC reajuste a sua bolsa salarial

S. O’Malley se prepara para mais uma de suas lutas no UFC Foto: Instagram/UFC

Considerado uma das maiores promessas da divisão dos galos (até 61,2kg), Sean O’Malley impôs as suas condições ao Ultimate, caso queiram chamá-lo para grandes combates na organização. Em entrevista ao ‘MMA News‘, o norte-americano revelou que não pretende aceitar lutas principais no UFC, ao menos que o seu salário seja reajustado.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Quando eu for campeão, sim. Chega um ponto, em que você não pode dizer não para o UFC, você sabe o que quero dizer? Prefiro não lutar cinco rounds, a menos que queiram me pagar muito mais dinheiro. Fiz um camp de 10 semanas para o UFC 269 e lutei por 15 minutos. Foi um camp difícil. Eu acho que, com o nível de cardio em que eu estava, eu poderia ter lutado por cinco rounds. Só que, quando você está lá, você não vai desistir, você não vai cair, você vai lutar, mas cinco round é muito tempo. São 25 minutos de luta. Se eu for fazer isso, gostaria de ser pago igualmente. É muito tempo para brigar, cara”, revelou O’Malley.

Com três vitórias consecutivas, o ‘Sugar’ é atualmente o décimo segundo colocado do ranking dos pesos galos. Vindo de vitória sobre o brasileiro Raulian Paiva, o norte-americano possui um cartel de 15 triunfos e apenas um revés no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano