Jennifer Maia mantém sonho de ser campeã dos moscas e se diz mais ‘madura’ após derrota para Valentina

Após perder a disputa do cinturão para Shevchenko, a lutadora brasileira disse que segue motivada em conseguir uma nova oportunidade de título

J. Maia comemora vitória pelo Ultimate Foto: Instagram/UFC

Mesmo já tendo uma disputa de cinturão dos moscas (até 56,7kg) em seu currículo, a brasileira Jennifer Maia ainda sonha com uma nova oportunidade e com a conquista do título. Em declaração dada no ‘media day‘ do UFC Las Vegas 46, que acontece no próximo sábado (15), a atleta tupiniquim admitiu estar mais madura após a derrota para Valentina Shevchenko e disse ainda ter a motivação necessária para se tornar a líder da categoria.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Claro que fiquei muito triste quando perdi (para Valentina Shevchenko), mas depois de assistir o combate, pude ver que fiz uma luta muito boa contra uma das melhores lutadoras de todos os tempos. Então, foi isso, que me motivou a recomeçar e continuar nos trilhos. Acho que lutar com Valentina me fez perceber que sou uma lutadora mais madura agora. Eu tenho um monte de coisas que eu não era capaz de mostrar ainda, então eu estou realmente, realmente olhando para isso de uma maneira diferente”, afirmou Maia.

Jennifer Maia garantiu que segue motivada em sua carreira e reforçou que ainda tem o sonho de conquistar o cinturão dos moscas do UFC.

PUBLICIDADE:

“Eu amo o que faço e amo o processo. Eu amo cortar peso e amo treinar. Adoro o camp de treinamento. Eu amo cada passo do caminho, então, é isso que me motiva a estar aqui e lutar pelo meu sonho de ser campeã do UFC”, finalizou Jennifer.

Número quatro do ranking dos moscas, Jennifer se recuperou do revés para Valentina Shevchenko com um triunfo sobre Jessica Eye, na decisão unânime dos juízes. A lutadora brasileira irá medir forças contra Katlyn Chookagian no UFC Las Vegas 46 e pode alcançar sua primeira dupla de vitórias desde julho de 2019. A atleta tupiniquim possui um cartel no MMA de 19 resultados positivos, sete negativos e um empate.

PUBLICIDADE:

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico