Chikadze garante que vai aprender com derrota para Kattar, mas dispara: ‘se lutarmos dez vezes, venço nove’

Derrotado de maneira convincente na luta principal do UFC Las Vegas 46, o georgiano prometeu voltar mais forte no futuro

G. Chikadze (dir.) ficou com o rosto desfigurado após duelo contra C. Kattar (esq.). Foto: Reprodução/Instagram @ufc

No último sábado, na luta principal do UFC Las Vegas 46, primeiro evento da organização no ano, Calvin Kattar surpreendeu e derrotou Giga Chikadze na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 50-44). O resultado pode ter acabado com a invencibilidade do georgiano no Ultimate, mas não parece ter abalado seu otimismo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Durante uma transmissão ao vivo em seu perfil no Facebook, Giga Chikadze garantiu aos seguidores que vai tirar lições da derrota para Calvin Kattar e voltar ainda mais forte no futuro.

“É o que é. Não foi meu dia, mas tudo bem. Às vezes acontece. Foi uma boa luta. Meu oponente apareceu bem, eu cometi erros. Vou me recuperar um pouco, caras. Sei que vocês estão seguindo minha jornada e isso faz parte da jornada. Quando entrei para o esporte, sabia que essa era uma parte dele. Fiz m**** ontem à noite, mas está tudo bem. É uma jornada. Estou aprendendo com isso e da próxima vez vou voltar mais forte. Já me sinto mal pelos meus futuros oponentes. Vou aprender muito com isso, confiem em mim”, afirmou Chikadze.

PUBLICIDADE:

Apesar de ter sido dominado durante a maior parte dos cinco rounds e derrotado de forma convincente por Calvin Kattar, Giga Chikadze se mantém convicto de que é superior ao seu último adversário. De acordo com o georgiano, a derrota no UFC Las Vegas 46 foi apenas um deslize.

“Eu sinto que se eu lutar com esse cara (Kattar) dez vezes, eu venço nove. Eu só perderia uma e foi justamente ontem à noite. Cometi um erro estou pagando por ele. Está tudo bem. Sou inquebrável. Lembrem dessa m****, georgianos são sempre inquebráveis. É assim que nós lutamos, até a p*** do fim”, finalizou o georgiano.

PUBLICIDADE:

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica