Sonnen destaca coragem de Masvidal ao enfrentar Covington, mas alerta para possível ‘desastre’ na carreira

Comentarista valoriza superluta confirmada pelo Ultimate, mas vê Jorge com baixa recompensa no confronto do UFC 272

J. Masvidal em coletiva pelo UFC. Reprodução/YouTube UFC

Antiga estrela do Ultimate e, hoje, comentarista de MMA, Chael Sonnen tem uma opinião formada sobre a luta entre Jorge Masvidal e Colby Covington, que acontece no UFC 272, em 5 de março. Para o ‘ex-vilão’ da empresa, a diretoria acertou em confirmar o embate, mas não vê um bom cenário para o ‘Jesus das Ruas’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Esses caras têm um problema e vão colocar tudo em jogo (…) Eles têm recursos para engajamento, certo? Não poderia ser melhor. Sendo justo, tenho que pregar respeito a Masvidal, porque é uma luta para acabar com a sua carreira (em caso de derrota). É nesse nível”, disse Sonnen.

Para o antigo rival de Anderson Silva, Jorge pode ver sua credibilidade com a organização escorrer pelos dedos, caso seja superado pelo antigo amigo e, hoje, maior adversário. Assim, Chael explicou sua posição.

PUBLICIDADE:

“Terá muita atenção e foco. Jorge, que é a segunda maior estrela nos esportes de combate do momento vem de duas derrotas consecutivas. (…) Se ele subir no octógono, for derrubado e amassado por 25 minutos, será uma grande perda de brilho para a segunda maior estrela do UFC, o ‘Mais Casca-Grossa’, Jorge Masvidal. É um grande contrato e Jorge não titubeou para assinar. Eu respeito isso”, encerrou.

Destaques nos meio-médios (até 77kg.) do Ultimate, Masvidal e Covington tiveram uma amizade por anos. Parceiros de treinos na American Top Team, os combatentes chegaram a morar juntos. A relação, no entanto, se complicou depois de problemas de Colby com membros da ATT, que culminaram na saída do ‘Caos’ e posterior rivalidade.

PUBLICIDADE:

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica