AO VIVO

Acompanhe a PFL 5 2022, com esquadrão brasileiro em ação

A dias de revanche com Adesanya, Whittaker garante que não enxerga campeão como invencível

Desafiante ao título dos pesados, neozelandês elogia rival, mas vê chances reais retomar trono no UFC 271

R. Whittaker foi derrotado por I. Adesanya no UFC243. Foto: Reprodução/Instagram

‘Vencível’. Esta é a palavra utilizada por Robert Whittaker para descrever Israel Adesanya, seu adversário neste sábado (12), no UFC 271. Na condição de desafiante ao cinturão dos médios (até 83,9kg.), o ex-campeão do grupo acredita que pode fazer história neste fim de semana e retomar o posto tomado pelo próprio nigeriano em 2019.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Ele (Adesanya) aparentava ser fenomenal, mas é vencível. Ele tem boas lutas e boas atuações, mas acredito que posso derrotá-lo e tenho as habilidades para isso. Vamos aguardar e ver”, disse Whittaker, em entrevista ao ‘BJPenn.com’.

Vítima da técnica de Israel no UFC 243, Robert não quer saber de desrespeitar o adversário. Pelo contrário. O lutador faz questão de apontar as qualidades do oponente.

PUBLICIDADE:

“Ele é um lutador duro e vejo essa luta sendo difícil. Contra adversários de alto nível como nós, indo e voltando, desafiando e conseguindo colocar a estratégia em prática, não dá para saber como vai acabar”, encerrou.

Destaque dos médios por anos, Whittaker não teve vida fácil para retomar a condição de desafiante ao cinturão. Para chegar à revanche com Adesanya, o neozelandês precisou passar por três desafios, vencendo em todas as oportunidades.

PUBLICIDADE:

Do outro lado, Israel realizou três defesas de título. No meio tempo, o nigeriano teve uma tentativa frustrada de somar o segundo cinturão na companhia, quando acabou superado por Jan Blachowicz, em disputa do título dos meio-pesados (até 93kg.).

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano