AO VIVO

Poatan massacra no UFC 276 e chega em Adesanya. SUPER LUTAS debate

O caminho para a revanche: Relembre as últimas lutas de Israel Adesanya e Robert Whittaker

Às vésperas do UFC 271, o SUPER LUTAS traz uma retrospectiva do caminho dos dois rivais, desde o primeiro duelo, em outubro de 2019

R. Whittaker (esq) e I. Adesanya (dir) se enfrentaram pela primeira vez em outubro de 2019 Foto: Divulgação/UFC

859 dias se passaram desde o primeiro duelo entre Israel Adesanya e Robert Whittaker, pelo cinturão dos médios (até 83,9kg), que aconteceu em outubro de 2019.  Às vésperas da aguardada revanche, o SUPER LUTAS relembra o leitor dos caminhos que os dois atletas fizeram no Ultimate, até o decisivo ‘tira-teima’ que acontecerá no UFC 271 do próximo sábado (12).

PUBLICIDADE:

Veja Também

O caminho do desafiante

R. Whittaker derrotou D.Till em seu retorno ao octógono apos derrota para Adesanya Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Desde a derrota para Adesanya, Whittaker enfrentou três adversários e venceu todos na decisão unânime dos juízes. Mas engana-se, quem pensa que o neozelandês não apresentou predicados que o qualifiquem à disputar o cinturão dos médios novamente. O ‘The Reaper’ mostrou muita consistência no seu jogo, com sua trocação cada vez mais afiada, uma defesa de quedas ainda de alto nível e uma resistência mental que mostra, aparentemente, que ele não sentiu a perda do título.

PUBLICIDADE:

Pouco mais de nove meses após ser destronado, Robert enfrentou o inglês Darren Till, em Abu Dhabi (EAU) e venceu por pontos. Cerca de 90 dias após bater o britânico, Whittaker voltava à Ilha da Luta, dessa vez para frear Jared Cannonier, que vinha embalado por três triunfos consecutivos. Em abril de 2021, o ‘The Reaper‘ passou por Kelvin Gastelum e carimbou o seu passaporte para a aguardada revanche contra Israel Adesanya.

O caminho do campeão

I. Adesanya bateu Y.Romero em sua primeira defesa de título Foto: Instagram

O caminho de Israel Adesanya até a revanche contra Robert Whittaker foi um pouco mais agitada que a do seu desafiante. Após enfileirar os principais rivais da sua categoria, o nigeriano chegou à subir de categoria e disputar o cinturão dos meio-pesados (até 93kg) mas foi freado pelo polonês Jan Blachowicz. Acabaram-se os rivais na divisão até 83,9kg e o segundo duelo se tornou inevitável.

PUBLICIDADE:

Aproxidamente seis meses após destronar Whittaker. o ‘Stylebender’ enfrentou o veterano Yoel Romero e venceu por pontos em um duelo que não correspondeu as expectativas dos fãs de MMA. O lutador cubano reclamou bastante da decisão dos juízes e encerrou sua passagem pelo Ultimate após o confronto, migrando para o Bellator.

O polêmico confronto com Paulo Borrachinha

I. Adesanya (esq.) derrotou P. Borrachinha no UFC 253. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

PUBLICIDADE:

Sempre frequente no octógono do Ultimate, Adesanya estava pronto para a sua segunda defesa de título. Do outro lado do ringue, estava o brasileiro Paulo Borrachinha, até então, também invicto no MMA profissional. Na luta principal do UFC 253, os atletas do peso médio fizeram uma preparação cercada de polêmicas e provocações entre as duas partes.

No octógono montado em Abu Dhabi, o brasileiro nem de longe lembrou o atleta empolgante e nocauteador que enfileirou corpos até chegar à disputa de cinturão dos médios. Como não tinha nada a ver com os problemas do atleta tupiniquim, Adesanya fez a sua parte e nocauteou Borrachinha no segundo assalto.

Após o confronto, a grande polêmica: Paulo alegou que não estava 100% na luta, pois teve dificuldades para dormir na véspera do combate e acabou ‘bebendo uma garrafa inteira de vinho’ durante a madrugada. O curioso causo gerou inúmeros comentários e provocações de outros lutadores e integrantes da imprensa especializada.

A tentativa do segundo cinturão

J. Blachowicz (esq.) derrotou I. Adesanya (dir.) no UFC 259. Foto: Reprodução/Instagram

Após derrotar os principais adversários da sua categoria, Israel Adesanya tentou se igualar a Daniel Cormier, Conor McGregor e outros e foi em busca do segundo cinturão simultâneo. No UFC 259, que aconteceu em março de 2021, o nigeriano se tornou desafiante contra o campeão da divisão Jan Blachowicz.

No duelo, o nigeriano quase não assustou Blachowicz. Enfrentando um adversário mais pesado e com uma boa luta agarrada, Adesanya sofreu com o wrestling do campeão e foi completamente dominado durante 25 minutos. O sonho de Israel de se tornar um duplo-campeão foi adiado por algum tempo.

Marvin Vettori: O último obstáculo antes da revanche

A terceira defesa de título de Adesanya foi em uma revanche bem menos aguardada. Diante de Marvin Vettori, em junho de 2021, o nigeriano praticamente não foi ameaçado. O italiano bem que tentou, mas sequer chegou perto de ameaçar o reinado do ‘Stylebender’, que venceu na decisão unânime dos juízes.

Pouco mais de dois anos após o primeiro duelo, Adesanya e Whittaker estão prontos para o acerto de contas. Os dois atletas farão a luta principal do UFC 271, que acontece no próximo sábado (12). O card será realizado no Toyota Center, em Houston, Texas (EUA).

 

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276