Josiane Nunes domina Ramona Pascual e vence mais uma no UFC Las Vegas 49

'Dona' da luta, brasileira venceu na decisão unânime dos juízes e manteve 100% de aproveitamento no octógono do Ultimate

J. Nunes derrotou R. Pascual no UFC Las Vegas 49 (Foto: Instagram/UFC)

Primeira brasileira a entrar em ação no UFC Las Vegas 49, Josiane Nunes não tomou conhecimento de Ramona Pascual e bateu a adversária na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26) em duelo válido pela divisão peso pena (até 65,7 kg). Apesar da diferença de tamanho, a brasileira, bem menor que a oponente, foi “dona” da luta e dominou os três assaltos para levar a vitória.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com a vitória deste sábado (26), Josiane Nunes segue invicta em sua passagem no UFC, com duas vitórias em duas aparições. A brasileira não perde desde sua segunda luta profissional, em novembro de 2013.

Ramona Pascual, que aceitou a luta de última hora, estreia com derrota no octógono do Ultimate. A atleta de Hong Kong tem agora seis vitórias e três reveses na carreira profissional.

PUBLICIDADE:

A LUTA

O começo de luta foi acelerado. Bem mais alta, Ramona Pascual buscou explorar os chutes para manter a distância, mas Josiane Nunes logo encurtou e as duas entraram em trocação franca antes de um minuto de combate. Mais agressiva, a brasileira andava para a frente e buscava encurtar a distância, enquanto Ramona mesmo andando para trás se mostrava perigosa com chutes e joelhadas. Josi Nunes conectou um golpe de mão esquerda e levou Ramona ao chão, mas a atleta de Hong Kong rapidamente se levantou. Em uma investida de Ramona, Josi conectou mais uma mão que causou um rápido desequilibrio à oponente. Perto do minuto final do round, Ramona Pascual entrou em queda e conseguiu levar a luta para o solo, onde permaneceu até o soar do gongo.

O segundo assalto começou eletrizante. Muito agressiva, Josiane Nunes não perdeu tempo e foi à caça de Ramona Pascual. A brasileira soltou uma forte combinação de socos, balançando a adversária e quase liquidando o combate. Valente, a atleta de Hong Kong resistiu e conseguiu voltar para a luta. Com o boxe afiado, Josi fez estragos no rosto de Ramona, que restando dois minutos para o final do assalto conseguiu novamente botar a luta para baixo. Mesmo de costas no chão, a brasileira se mostrava mais agressiva que a oponente, soltando cotoveladas de baixo para cima, enquanto Pascual parecia apenas aproveitar para respirar e pouco fez até o final do round.

PUBLICIDADE:

Precisando reagir, Ramona Pascual tentou uma queda logo no início do terceiro round, mas foi frustrada por Josiane Nunes. Paciente, a brasileira parecia esperar uma brecha da adversária para definir o duelo. Josi conectou três combinações de jab e direto seguidas, sem resposta de Ramona. A atleta de Hong Kong voltou a tentar botar a luta para baixo sem sucesso. Em nova tentativa desesperada de queda da oponente, Josiane Nunes aproveitou para encaixar mais uma boa combinação. Na reta final da luta, Ramona Pascual finalmente conseguiu derrubar a brasileira, mas sem tempo hábil para fazer nada.

PUBLICIDADE:

Ignacio Bahamondes finaliza Rong Zhu em duelo eletrizante

274897412_4692241307547665_8161095213607681627_n

I. Bahamondes superou Z. Rong no UFC Vegas 49 (Foto: Instagram/UFC)

Logo após a vitória de Josiane Nunes sobre Ramona Pascual, a América do Sul teve outro representante vitorioso no octógono do UFC Las Vegas 49. O chileno Ignacio Bahamondes finalizou Rong Zhu no terceiro assalto de um duelo eletrizante. Apesar de ter tido a trocação como tônica, a luta foi resolvida no solo, com uma finalização via guilhotina.

A vitória sobre Rong Zhu foi a segunda consecutiva de Ignacio Bahamondes, que havia nocauteado de maneira espetacular Roosevelt Roberts em agosto do ano passado. O chileno tem agora dois triunfos e uma derrota em sua trajetória no UFC.

Rong Zhu, por outro lado, voltou a perder no Ultimate. O chinês vinha de vitória sobre Brandon Jenkings em setembro de 2021, mas soma duas derrotas e apenas um triunfo na organização.

Terrance McKinney atropela Fares Ziam e finaliza no primeiro assalto

T. McKinney finalizou F. Ziam no UFC Las Vegas 49 (Foto: Instagram/UFC)

Em duelo válido pela divisão dos leves (até 70,3 kg), Terrance McKinney não encontrou dificuldades para superar Fares Ziam e levar a vitória por finalização ainda no primeiro assalto. Representando os Estados Unidos, mas lutando com as cores da Nigéria, McKinney mostrou bastante agilidade na luta agarrada e saiu vitorioso com um mata-leão em pouco mais de dois minutos de combate.

Terrance McKinney, que havia vencido sua estreia no UFC com um nocaute em apenas sete segundos, em junho do ano passado, manteve a invencibilidade no octógono e tem agora duas vitórias na organização.

Do outro lado, Fares Ziam voltou a perder após mais de dois anos. O francês, que não perdia desde setembro de 2019, vinha de duas vitórias consecutivas no Ultimate.

Jonathan Martinez supera Alejandro Perez na decisão dos juízes

J. Martinez superou A. Perez no UFC Las Vegas 49 (Foto: Instagram/UFC)

Em duelo válido pela divisão dos penas (até 65,7 kg), Jonathan Martinez superou Alejandro Perez na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27). O norte-americano sobreviveu a um knockdown no final do primeiro assalto e dominou o restante da luta, usando principalmente os chutes de perna esquerda.

A vitória sobre Alejandro Perez foi a segunda consecutiva de Jonathan Martinez no Ultimate. O atleta de 27 anos tem agora quatro triunfos em suas últimas cinco lutas na organização.

No Ultimate desde 2014, Alejandro Perez não conseguiu dar sequência à vitória sobre o brasileiro Johnny Eduardo em outubro do ano passado. O mexicano tem agora três derrotas nas últimas quatro lutas.

Ramiz Brahimaj não toma conhecimento de Micheal Gillmore e finaliza no primeiro round

R. Brahimaj finalizou M. Gillmore no UFC Las Vegas 49 (Foto: Instagram/UFC)

A segunda luta da noite foi um monólogo. Sem tomar conhecimento de Micheal Gillmore, Ramiz Brahimaj levou a vitória por finalização no primeiro round. O atleta da Fortis MMA não perdeu tempo, colocou a luta para baixo na primeira oportunidade, pegou as costas do adversário e finalizou o duelo com um mata-leão em pouco mais de dois minutos.

Ramiz Brahimaj se recuperou da derrota sofrida contra Court McGee em janeiro deste ano. Com a vitória sobre Gillmore, o lutador manteve o índice de 100% de finalizações em suas vitórias profissionais.

Micheal Gillmore, por outro lado, se vê em situação delicada no Ultimate. O atleta de 34 anos sofreu a segunda derrota consecutiva e ainda não sabe o que é vencer no octógono.

Em duelo de estreantes, Carlos Hernández supera Victor Altamirano na decisão dividida

C. Hernandez superou V. Altamirano no UFC Las Vegas 49 (Foto: Instagram/UFC)

Na primeira luta do UFC Las Vegas 49, Carlos Hernández superou Victor Altamirano na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27) em duelo de estreantes na organização. Os dois atletas fizeram um duelo bastante equilibrado, decidido golpe a golpe, com leve vantagem para o norte-americano na visão dos juízes.

Com a vitória em sua estreia no UFC, Carlos Hernández tem agora oito triunfos consecutivos na carreira. O atleta de 28 anos não é derrotado desde sua estreia profissional, em 2017.

Do outro lado, o também estreante Victor Altamirano viu encerrada a sequência de vitórias que durava quatro combates. Ex-campeão do LFA, “El Magnifico” tem agora dez vitórias e duas derrotas na carreira profissional.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276