Chimaev surpreende e revela entender possível ‘furada de fila’ de McGregor pelo cinturão dos meio-médios

Sueco acredita que não há nada que possa fazer para evitar eventual 'furada' e reconhece importância do 'Notório' ao UFC

K. Chimaev (foto) está invicto em dez lutas no MMA profissional. Foto: Reprodução/Instagram

Invicto em dez lutas na carreira, Khamzat Chimaev se prepara para enfrentar Gilbert Durinho no UFC 273, evento previsto para acontecer em 9 de abril. Em caso de vitória, o lutador pode se credenciar a uma chance pelo título dos meio-médios (até 77kg.), liderado por Kamaru Usman. Ele, no entanto, pode ser ultrapassado por um astro da organização pela oportunidade de encarar o nigeriano.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Recentemente, o astro do Ultimate, Conor McGregor afirmou que deseja ‘furar a fila’ e chegar ao posto de próximo desafiante na divisão. Questionado sobre o assunto, Chimaev surpreendeu ao se mostrar conformado com a possibilidade, além de chamar o irlandês para um período de treinamentos.

“Quando eu superar Gilbert (Durinho) Burns, eu acho que sou o próximo para o cinturão, mas sei que isso é um negócio. Quem é famoso e gera mais dinheiro, eles escolhem. Eu entendo isso, mas vamos ver o que vai acontecer. Se ele quiser vir e treinar conosco, será bem-vindo”, disse Chimaev em seu canal no ‘YouTube’.

PUBLICIDADE:

E não para por aí. Com discurso conformado e sincero, Khamzat destacou que, caso o UFC queira promover um confronto entre Usman e McGregor, não há nada que ele possa fazer para evitar. Segundo ele, os dois atletas são relevantes para a organização e, por isso, teriam seus desejos atendidos.

“Se ele (McGregor) quiser lutar com Usman, eu acho que talvez possa acontecer porque o cara é muito famoso. Eles podem ganhar muito dinheiro, ambos. É por isso que se eles quiserem se enfrentar, eu acho que o UFC pode fazer isso acontecer”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Na organização desde julho de 2020, Khamzat Chimaev teve ascensão meteórica, com quatro triunfos seguidos. Em sua última apresentação, ele dominou e venceu Li Jingliang no primeiro round, além de sequer ter sido tocado pelo chinês no combate.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276