VÍDEO: Assista e relembre as melhores finalizações do mês de março

Talento e reviravoltas marcaram desfechos importantes dentro do MMA; ‘Novo McGregor’ é um dos destaques

P. Pimblett em vitória no UFC. Foto: Instagram/UFC

O jiu-jitsu não perdoa. Com esta frase, equipe do SUPER LUTAS lança a primeira edição do ‘Finalizações do Mês’. Nesta nota, os fãs de MMA poderão relembrarão desfechos importantes que aconteceram no mês de março. Técnica, coração e reviravoltas marcam os destaques.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Nesta primeira edição, três nomes foram os escolhidos como destaques do mês. Abaixo, iremos relembrar o contexto e o desenrolar dos confrontos até os desfechos categóricos.

Paddy Pimblett x Rodrigo Vargas – UFC Londres

PUBLICIDADE:

Chamado por muitos de ‘Novo Conor McGregor’, Paddy Pimblett abrirá a lista. Contratado pelo UFC para agitar a perigosa categoria dos leves (até 70,3kg.), o inglês esbanja carisma e gerado engajamento por parte dos fãs do esporte.

Depois de brilhar em sua estreia na companhia, no fim de 2021, Pimblett voltou ao octógono e pôde se apresentar diante de sua torcida. Destaque no UFC Londres, Paddy era a sensação do card, não decepcionou, mas chegou a assustar parte dos espectadores.

PUBLICIDADE:

Estrela no card principal, o inglês chegou a balançar nos segundos iniciais da luta, vítima de ataques potentes aplicados por Vargas. O ‘Novo McGregor’, no entanto, mostrou sangue frio e conseguiu uma reviravolta que levou o público ao delírio. Após chegar perto de ser nocauteado, a promessa usou seu jiu-jitsu de alto nível para reverter a situação e finalizou Rodrigo com um mata-leão ainda na primeira etapa.

PUBLICIDADE:

Paul Craig x Nikita Krylov – UFC Londres

Mais reviravoltas? Temos. Ainda no UFC Londres, desta vez no card preliminar, Paul Craig ‘tirou um coelho da cartola’ e protagonizou um grande momento na primeira metade do show.

Em grande fase nos meio-pesados (até 93kg.), o escocês buscava ampliar o bom momento diante de Nikita Krylov, que tentava se estabilizar no grupo liderado por Glover Teixeira. O confronto acabou apresentando um confronto de estilos.

Mais agressivo, Krylov partiu para cima logo no começo da luta. Na busca pelo nocaute, o lutador conseguiu derrubar Paul e tentava castigar no ground and pound. Às no jiu-jitsu, Craig se protegia e buscava uma brecha para responder aos ataques do rival. Depois de enxergar uma oportunidade, o escocês não desperdiçou e encaixou um triângulo que obrigou o ucraniano a bater em desistência.

Muhammad Mokaev x Cody Durden – UFC Londres

Marcado por nocautes e finalizações, o UFC Londres também apresentou o terceiro e último da lista de março. Encerrando a nota, mas não menos importante, Muhammad Mokaev é uma promessa dos pesos moscas (até 56,7kg.) que chegou com o ‘pé na porta’ no Ultimate.

Com apenas 21 anos e invicto em sua trajetória no MMA – tanto no amador quanto no profissional -, o lutador teve Cody Durden como primeiro adversário. Mesmo com pouca idade, o russo mostrou personalidade e não deu chances a um oponente mais experiente.

Inserido na divisão liderada por Deiveson Figueiredo, Muhammad não precisou de muito tempo para agitar os fãs e levar seu primeiro bônus de performance na companhia. Ao todo, o lutador precisou de 58 segundos para encaixar uma guilhotina no adversário e obrigar o rival a bater em desistência.

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano