Borrachinha analisa ascensão de Poatan nos médios do UFC e dá conselho ao compatriota

Destaque brasileiro na categoria até 83,9kg. fala sobre expectativa sobre lenda do kickboxing, recém-chegado no Ultimate

Destaque nos médios (até 83,9kg.) do UFC, Paulo Borrachinha, em breve, pode ter um compatriota para dividir um espaço no top 5 da divisão. Na elite da categoria liderada por Israel Adesanya, o mineiro analisou a ascensão meteórica de Alex Poatan no Ultimate. Com exclusividade ao SUPER LUTAS, o mineiro falou sobre a lenda do kickboxing e ainda mandou um conselho ao companheiro de grupo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Foi rápido. Ele (Poatan) tem poucas lutas, não tem muita experiência no MMA. São esportes diferentes, MMA e kickboxing. Só vendo. Ele precisa mostrar isso nas lutas. Não acompanho os treinamentos dele. Não dá para falar de longe. Tem que ver performando. MMA é tudo. Quedas, wrestling, jiu-jitsu, chute, boxe. É difícil fazer tudo ao mesmo tempo”, disse Paulo.

Mesmo sem saber o quão longe Alex pode chegar no peso médio, Borrachinha tem um conselho para dar ao compatriota. Segundo o mineiro, o tempo de espera entre uma apresentação e outra pode ser determinante para o sucesso do ex-campeão do Glory.

PUBLICIDADE:

“A única luta que vi dele (Poatan) foi lá atrás, no Jungle Fight. Ele tem um apelo para lutar contra o (Israel) Adesanya, porque ganhou no kickboxing (em duas ocasiões). Quanto mais rápido lutar contra o Adesanya, melhor. Se ele for testado com um wrestler, com um cara que coloca para baixo, pode complicar. Se eu fosse ele, ia querer lutar rápido pelo título”, encerrou.

Ex-desafiante ao cinturão dos médios, Paulo corre atrás de sua estreia na temporada 2022 no Ultimate. Na elite da divisão, o combatente se encontra sem adversários até o momento.

PUBLICIDADE:

Antigo duplo campeão do Glory, Poatan já tem data para promover sua terceira luta pelo Ultimate. Em 30 de julho, o atleta encara Sean Strickland e, em caso de vitória, pode carimbar o passaporte para um confronto contra o atual campeão.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano