Com cotoveladas e joelhadas polêmicas, lutadores ‘passam apuros’ em final de semana de eventos

Juízes optam por decisão técnica em combates no UFC; luta por cinturão no Bellator acaba sem resultado após cabeçada não intencional

C. Borralho aplicou joelhada ilegal no UFC Vegas 51. Foto: Reprodução/Twitter

O final de semana cheio nos esportes de combate foi marcado por polêmicas em golpes ilegais de lutadores no UFC e Bellator. Em compilado que conta com cabeçadas, cotoveladas e joelhadas ilegais, confira os ‘apuros’ passados pelos atletas nas principais competições de MMA.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Estreante brasileiro aplica joelhada ilegal, mas vence

A estreia de Caio Borralho no UFC teve de tudo. Na segunda luta mais importante do UFC Las Vegas 51 do último sábado (16), o brasileiro dominou, durante três rounds, o russo Gadzhi Omargadzhiev.

Ele, no entanto, aplicou um golpe ilegal por uma joelhada com o adversário em três apoios e correu o risco de ser desqualificado. Como a luta já estava na reta final, os juízes avaliaram como o golpe não intencional e o atleta tupiniquim foi declarado vencedor no duelo.

PUBLICIDADE:

Anticlímax por cabeçada em luta pelo cinturão

O aguardado combate na final do torneio dos meio-pesados (até 93kg.) entre Vadim Nemkov e Corey Anderson acabou em grande anticlímax no Bellator 277. Já no terceiro round, o norte-americano acertou uma cabeçada no supercílio do russo, que impediu a continuidade do confronto.

PUBLICIDADE:

O incidente foi julgado como não intencional e, em seguida, Michael C. Williams anunciou que a luta foi definida em ‘no contest’ (luta sem resultado). No momento em que o combate foi interrompido, o norte-americano levava a melhor na luta. Com estratégia bem traçada, o atleta conseguia anular as melhores qualidades do oponente.

PUBLICIDADE:

Cotovelada na nuca. Acidental ou intencional?

Em duelo de gigantes dos pesos pesados (até 120,2kg.), Chris Barnett foi neutralizado por Martin Buday com três rounds de amplo domínio. O eslovaco, no entanto, conquistou a vitória de forma polêmica, quando fez o espanhol sentir e ‘nocauteou’ com uma cotovelada ilegal na nuta.

A luta acabou paralisada para atendimento do espanhol, que deu a entender que não tinha condições de continuar no combate. Por julgar que o golpe ilegal desferido pelo eslovaco não havia sido intencional, o árbitro partiu para a leitura das papeletas, que definiu a vitória tranquila do estreante.

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano