Glover Teixeira revela desejo de se aposentar ainda em 2022 e indica ‘cenário perfeito’

O campeão dos meio-pesados admitiu que o seu momento de pendurar as luvas já está próximo e indicou a cidade de Nova York como local ideal para sua despedida

G. Teixeira é o atual campeão dos meio-pesados do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Em preparação para o duelo contra Jiri Prochazka, no UFC 275, o brasileiro Glover Teixeira reconhece que já está nos momentos finais de sua carreira. Aos 42 anos de idade, o campeão dos meio-pesados (até 93kg) revelou que deseja se aposentar ainda em 2022 e indicou a cidade de Nova York (EUA) como local ideal para a sua despedida dos octógonos. A declaração foi dada em entrevista ao podcast ‘Mundo da Luta’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“O plano perfeito seria eu ganhar essa luta (contra Jiri Prochazka), que estou com foco total, e fazer uma última disputa que seria em novembro, em Nova York, que é perto da cidade onde vivo há 20 anos, é perto da minha academia. Seria minha despedida da luta. No momento estou pensando isso. Vou estar com 43 anos em novembro, independente se vou estar lá em cima, sendo o melhor do mundo ou não, eu quero parar esse ano. Provavelmente será meu último ano”, disse Glover.

O campeão dos meio-pesados disse que já vem pensando em sua aposentadoria há algum tempo e que, no momento em que anunciar de forma oficial, não irá voltar atrás em sua decisão.

PUBLICIDADE:

“Não quero tomar essa decisão depois de uma luta, mas é o que já estou pensando há um tempo. Não quero me aposentar igual ao (Henry) Cejudo, que toda hora fica querendo uma luta. Quando me aposentar eu quero ficar tranquilo. Eu acredito que seria um plano perfeito. O plano perfeito seria eu me aposentar com o cinturão esse ano, mas pra isso a gente tem muita coisa a ser feita, tem que ver se pode ser em Nova York, e eu ainda tenho que ganhar de um cara duro pra caramba. Essa é minha visão”, finalizou o campeão.

Lutando profissionalmente desde 2002, Glover chegou ao ápice de sua carreira no último mês de outubro, quando finalizou o polonês Jan Blachowicz e conquistou o cinturão dos meio-pesados do UFC. Próximo de completar 43 anos de idade, o atleta tupiniquim possui um cartel de 33 triunfos e sete reveses no esporte.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano