Após saída da ‘American Top Team’, Amanda Nunes revela incômodo em dividir treinos com Kayla Harrison

A 'Leoa' assumiu que se sentia desconfortável em treinar junto com Kayla Harrison e Yana Kunitskaya, duas atletas que poderiam enfrentá-la futuramente

A. Nunes, M. Brown e K. Harrisson durante sessão de treinos na American Top Team (Foto: Instagram/MikeBrownMMA)

Pouco mais de quatro meses após deixar a academia American Top Team, para fundar sua própria equipe, a brasileira Amanda Nunes contou detalhes dos motivos que a fizeram deixar o time que fazia parte desde 2014. Em entrevista ao podcast ‘Trocação Franca’, a ex-campeã dos galos (até 61,2kg) revelou que ter dividir treinos com duas prováveis adversárias (Kayla Harrison e Yana Kunitskaya) a deixava desconfortável.

Veja Também

“Fiquei incomodada com toda a situação, é claro Não havia garotas quando cheguei a American Top Team. Fui a primeira mulher a trazer dois cinturões e colocar o time feminino na história. Quando Kayla (Harrison) chegou lá e depois (Yana) Kunitskaya, começou a criar uma situação estranha para mim, porque esse era o meu território. Outras pesos galos estavam chegando. Kunitskaya, que já estava no topo e poderia ter sido uma futura adversária com uma vitória sobre Ketlen (Vieira). Ela chegou bem, quando estava perto de se tornar a próxima adversária. Ela apareceu na academia e eu levei um susto quando entrei. Eu fiquei tipo, ‘Não, não é possível.’ Já estava criando essa situação”, disse Amanda.

PUBLICIDADE:

Para a ‘Leoa’, a situação ficou ainda pior quando Kayla Harrison, campeã das leves (até 70,3kg) chegou a academia e, mesmo dividindo os treinos com ela, começou a provocá-la publicamente mostrando interesse em uma possível luta.

“E então Kayla chegou e começou a falar. Eu estava tipo, ‘Cara, eu não estou segura nem no meu território.’ Fiquei meio encurralada, até porque compartilhávamos os mesmos treinadores. Ela treina com Mike Brown e eu treinava com Mike Brown. Eu já estava treinando com ele, quando ela chegou lá”, contou a ‘Leoa’.

PUBLICIDADE:

Para Nunes, como Kayla tinha o interesse de enfrentá-la futuramente, a norte-americana deveria procurar outro lugar para treinar e não ‘invadir o seu território’.

“Se tem alguém que carrega o nome do time, sou eu, que trouxe dois cinturões (para a ATT). Se eu não fosse quem realmente sou, campeã de duas divisões, legal, sem problemas. Mas eu já era a campeã. Ela teria que treinar em outro lugar para lutar comigo”, finalizou a brasileira.

PUBLICIDADE:

Destronada por Julianna Peña do posto de rainha da divisão dos galos, Amanda segue se preparando para a aguardada revanche contra a ‘Megera Venezuelana’. Enquanto o UFC ainda não oficializa a data do segundo confronto, as duas atletas participam das gravações da trigésima edição do reality show ‘The Ultimate Fighter’, onde ambas são treinadoras das equipes.

 

Charles do Bronx recusa luta no UFC? Peso leve detona: ‘Você sabe que vou te dar trabalho’

Leia Mais sobre: , , , ,


Confira todos os resultados do UFC Las Vegas 92 Resultados do UFC St. Louis Resultados do UFC 301 Resultados do UFC Las Vegas 91 Resultados do UFC 300