AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Ícone do MMA ‘faz coro’ para que Nick Diaz dispute cinturão em sua próxima luta no UFC

Lenda da arbitragem, John McCarthy sugere confronto entre o ‘bad boy’ e Jorge Masvidal pelo título ‘BMF’

N. Diaz aos 38 anos de idade. Foto: Reprodução/Instagram

Uma verdadeira lenda da arbitragem no MMA e, hoje, comentarista do Bellator, John McCarthy tem uma ideia para o próximo compromisso de Nick Diaz. Ícone dos primórdios do UFC, o profissional vê com bons olhos uma disputa de cinturão ao ‘bad boy’, mas um não por um título oficial. Em entrevista ao podcastWeighing In’, Big John apresentou sua sugestão.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Não me importaria de ver Nick Diaz lutando por um título, mas dizer cinturão não significa que seja pelo trono dos meio-médios (até 77kg.). Poderia ser o cinturão ‘BMF’ (em posse de Jorge Masvidal). Não me importaria de assistir a um confronto entre ele (Diaz) e Masvidal. Jorge enfrentou o irmão de Nick (Nate Diaz). (…) Quando Nick retomou sua carreira (após mais de seis anos de inatividade), esta deveria ter sido a luta confirmada”, afirmou McCarthy.

Interessado em acompanhar uma nova apresentação de Diaz no UFC, John esclareceu sobre o que pensa sobre um embate entre o ‘bad boy’ e o atual campeão dos meio-médios, Kamaru Usman. Nos últimos dias, o veterano afirmou que gostaria de ‘furar a fila’, para medir forças contra o ‘Pesadelo Nigeriano’.

PUBLICIDADE:

“Kamaru lutaria de pé contra Nick, até que ele começasse a ficar cansado. É o que ele faria e, depois, começaria a usar o wrestling. Não acho que Kamaru aceitaria a trocação por muito tempo”, encerrou.

Antigo campeão do Strikeforce e xodó da torcida norte-americana, Diaz voltou ao octógono para um confronto contra Robbie Lawler em setembro de 2021. Em revanche histórica pelo UFC, o ‘bad boy’ acabou superado no terceiro round, perdendo por nocaute técnico, via interrupção médica.

PUBLICIDADE:

Com o tropeço diante de Robbie, Nick ampliou seu mau momento no MMA profissional. Aos 38 anos, o norte-americano não tem um resultado positivo desde o triunfo contra BJ Penn, em 2011. Desde então, são três reveses e um ‘no contest’.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276