Gilbert Durinho revela torcida por Luke Rockhold e critica Paulo Borrachinha: ‘É um palhaço’

Brasileiro diz não concordar com postura provocativa adotada por compatriota após derrota para Israel Adesanya

G. Durinho disparou contra P. Borrachinha. Foto: Montagem SUPER LUTAS

A postura de Paulo Borrachinha fora do octógono segue dando o que falar. Dono de uma personalidade forte e marcada por provocações aos adversários, o brasileiro divide opiniões na comunidade do MMA. Agora, Gilbert Durinho deu sua opinião e revelou que perdeu a admiração pelo compatriota após sua derrota para Israel Adesanya pelo cinturão dos médios (até 83,9kg.).

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Nada contra, mas acho ele muito palhaço. Vejo o ‘Twitter’ dele e ele só posta besteira e palhaçada. (…) Perdi um pouco (a admiração) pelo Borrachinha pelos vacilos. Disputar o cinturão pouca gente vai fazer e eu respeito todo mundo. Chegou lá, perdeu? Não tem essa. Ele lutou pelo cinturão, uma parada difícil, mas na outra luta deu maior vacilo com todo mundo. Se ele ganha bem do Vettori, estava na boca pelo cinturão. Perdi um pouco admiração, porque para mim ele vinha faminto depois daquela derrota (para o Adesanya)”, disparou Durinho em entrevista ao podcast ‘Connect Cast‘.

Borrachinha, inclusive, se prepara para enfrentar Luke Rockhold em busca de recuperação na última luta de seu contrato com o Ultimate. Gilbert, no entanto, conta sobre bastidores e torcida para o norte-americano no UFC 278, que acontece em 20 de agosto.

PUBLICIDADE:

“O Rockhold ele é um playboy, que gosta da noitada e da mulherada, gosta de curtir, mas é ‘sangue bom’. Ele é mais fechado, posudo, mas quando vai ‘trocar ideia’ é sangue bom. Ele seria um cara do Leblon, de frente para a praia e adora correr atrás das modelos, surfa bem, faz jiu-jitsu bem, tem condição maneira e é sangue bom. Quem não o conhece, inveja o cara. Vou torcer para ele”, completou.

Histórico dos Atletas

Ex-desafiante dos médios, Paulo Borrachinha vem de duas derrotas consecutivas, as únicas da sua carreira até aqui. Invicto até então com 13 vitórias consecutivas como profissional, o atleta brasileiro teve sua ascensão barrada ao tentar destronar o campeão Israel Adesanya, em outubro de 2020, e ser nocauteado no segundo round. Pouco mais de um ano depois, o mineiro foi derrotado por pontos pelo italiano Marvin Vettori.

PUBLICIDADE:

Antigo dono do cinturão da divisão até 83,9kg, Luke Rockhold vem de longo tempo afastado do octógono. Seu último combate foi em julho de 2019, quando ele foi brutalmente nocauteado pelo polonês Jan Blachowicz. Vindo de duas derrotas consecutivas, o ex-campeão possui um cartel de 16 triunfos e cinco reveses no esporte.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano