Lutador que ofendeu o Brasil é demitido do UFC após sofrer massacre em última luta

‘Inimigo’ da torcida brasileira, Tony Kelley tem vínculo encerrado com organização depois de dura derrota diante de Adrian Yanez

T. Kelley foi atropelado por A. Yanez no UFC Austin. Foto: Reprodução/Instagram

Novo ‘inimigo’ da torcida brasileira, Tony Kelley de 35 anos não faz mais parte do elenco do Ultimate. Semanas após ofender o Brasil e ser atropelado por Adrian Yanez no UFC Austin, o ‘bad boy’ norte-americano teve seu vínculo encerrado com a organização.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com a notícia, Kelley deixa o Ultimate após quatro apresentações. Ao todo, o combatente somou dois triunfos e duas derrotas.

Entenda a polêmica com ‘os brasileiros imundos e trapaceiros’

A polêmica envolvendo Tony e a nação tupiniquim teve início em maio, quando ele era técnico de Andrea Lee, sua namorada, contra a brasileira Viviane Araujo. Em um dos intervalos do combate, o norte-americano foi infeliz ao tentar motivar sua atleta, chamando a população brasileira de ‘imunda e trapaceira’.

PUBLICIDADE:

O incidente não foi bem aceito pela torcida verde-amarelo. Depois do ocorrido, internautas se revoltaram e atacaram o lutador nas redes sociais.

A comoção dos fãs brasileiros chegou a Adrian Yanez, que tinha luta marcada contra Kelley no UFC Austin. Promessa dos galos (até 61,2kg.),  ‘vingou’ a população tupiniquim com maestria, nocauteando o ‘bad boy’ no primeiro round, e de forma avassaladora. Antes do embate, Gilbert Durinho, que chegou a oferecer dinheiro para que Yanez batesse em Kelley, cumpriu a promessa e afirmou ter ‘feito o pix’ para o lutador.

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59



Resultados do UFC San Diego Resultados da PFL 8 2022 Principais destaques do UFC San Diego Principais destaques da PFL 8 2022 Ranking dos meio-pesados do UFC