De volta ao MMA após grave lesão, Chris Weidman mostra raça, mas é superado por Brad Tavares no UFC 292

Dois anos depois de grave contusão, ex-campeão dos médios tem lampejos de boa performance, no entanto, é superado na decisão dos juízes

Chris Weidman (esq.) em luta contra Brad Tavares (dir.) no UFC 292. Foto: Reprodução/Instagram

De volta ao MMA dois anos após sofrer grave lesão no octógono, Chris Weidman mostrou raça, mas acabou superado em seu retorno ao esporte. Adversário de Brad Tavares no UFC 292, realizado neste sábado (19), em Boston (EUA), o ex-campeão dos médios (até 83,9kg.) teve lampejos de boa performance, no entanto, amargou novo revés na companhia. Ao fim de três rounds, o veterano teve a derrota anunciada na decisão unânime.

Apesar de celebrar a volta às artes marciais mistas, o retrospecto de Weidman é preocupante. Com o novo revés, o norte-americano atinge a marca de sete reveses nos últimos 10 compromissos.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Amanda Lemos em apresentação no UFC 292

Vitorioso no show, Tavares ganha sobrevida na empresa. Antes de bater Chris, o veterano somava quatro tropeços nos últimos seis desafios.

A volta de Chris Weidman

A luta começou com os atletas se estudando no centro do octógono. Ainda no primeiro minuto, Tavares combinou sequência de jab e direto. Weidman buscou a queda, mas Brad se defendeu bem. Ainda no início do embate, Tavares balançou o ex-campeão dos médios com um direto. Na sequência, Chris buscou nova queda, mas Brad voltou a se defender bem. Na metade do assalto, Brad seguia em vantagem na trocação, enquanto Weidman tentava encurtar para buscar a queda. Quase no minuto final, Tavares passou a lançar chutes baixos e minava a base do rival. O round acabou com um upper limpo de Brad no rosto do ex-campeão.

PUBLICIDADE:

No segundo round, Brad lançou o primeiro ataque, com um chute baixo. Na sequência, Tavares desferiu um chute alto, que explodiu na guarda do ex-campeão. Com um minuto passado, Weidman acusou um chute baixo e passou a mancar no octógono. Visivelmente lesionado, o veterano era vítima das investidas do rival. Na metade do assalto, Chris surpreendeu e balançou Brad com um cruzado. Restando dois minutos, Chris passou a se soltar e tentou nova queda. Tavares se defendia e tentava impedir o avanço do ex-campeão. Brad conseguiu se afastar, mas Weidman o ‘perseguia’ no octógono. Perto de acabar a etapa, Weidman voltou a pressionar o oponente contra as grades. Brad conseguiu se afastar e lançou um chute alto, bloqueado por Chris.

No último round, Brad tomou a iniciativa, com um chute alto, que explodiu na guarda do ex-campeão. Com um minuto passado, Tavares iniciou um verdadeiro massacre para cima de Chris. O veterano acusava os ataques e, na sequência, buscou a queda. Brad seguia defendendo as investidas do adversário e Weidman esbanjava raça, mesmo em desvantagem. Na metade do round, Chris voltou a surpreender ao conectar um overhand limpo no rosto do oponente. Tavares seguia abusando de chutes baixos e Weidman acusava as ações. O confronto acabou com os atletas se encarando no centro do octógono.

PUBLICIDADE:

Resultados do UFC 292

CARD PRINCIPAL

Peso galo (até 61,2kg): Sean O’Malley derrotou Aljamain Sterling por nocaute técnico a 51s do R2- luta pelo cinturão

Peso palha (até 52,1kg): Weili Zhang derrotou Amanda Lemos na decisão unânime dos juízes (50-43, 50-44, 49-45) – luta pelo cinturão

PUBLICIDADE:

Peso meio-médio (até 77,1kg): Ian Garry derrotou Neil Magny na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-24)

Peso galo (até 61,2kg): Mario Bautista derrotou Da’Mon Blackshear na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg): Marlon Vera derrotou Pedro Munhoz na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso médio (até 83,9kg): Brad Tavares derrotou Chris Weidman na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg): Gregory Robocop derrotou Denis Tiuliulin por nocaute técnico a 1m43s do R1

Peso leve (até 70,3kg): Kurt Holobaugh finalizou Austin Hubbard com um triângulo a 2m39s do R2 – final do TUF 31

Peso galo (até 61,2kg): Brad Katona derrotou Cody Gibson na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27) – final do TUF 31

Peso médio (até 83,9kg): Andre Petroski derrotou Gerald Meerschaert na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 29-28)

Peso mosca (até 56,7kg): Natalia Silva derrotou Andrea Lee na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso mosca (até 56,7kg): Karine Silva derrotou Maryna Moroz por finalização (guilhotina) aos 4m59s do R1

Estatísticas do UFC 292

Leia Mais sobre: , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88