Cinco motivos para assistir o UFC 296, com Alexandre Pantoja e Leon Edwards em defesas de cinturão

Com 12 lutas programadas, card estrelado contra com Pantoja e Edwards como protagonistas em defesas de títulos

Pantoja e Edwards em ação no UFC

Alexandre Pantoja (esq.) e Leon Edwards (dir.) são protagonistas do UFC 296. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Chegou o grande momento. Neste sábado (16), em Las Vegas (EUA), acontece o grandioso UFC 296. Com 12 lutas programadas, o evento encerra a temporada 2023 para o Ultimate e promove um card com duas disputas de cinturão. Nos confrontos principais, os campeões Alexandre Pantoja e Leon Edwards buscam ampliar seus legados nas respectivas categorias.

Na última luta do show, Edwards sobe no octógono para sua segunda apresentação no ano. Campeão dos meio-médios (até 77,1kg.) desde 2022, o inglês mede forças com o polêmico Colby Covington.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Pantoja_Campeão UFC
Leon Edwards é o atual campeão nos meio-médios do UFC. Foto: Reprodução/Instagram
Charles do Bronx é destaque dos pesos leves do UFC. Foto: Reprodução/Twitter/CharlesDoBronxs

O confronto co-principal representa uma revanche para Alexandre Pantoja. Detentor do título dos moscas (até 56,7kg.), o brasileiro tenta se manter no topo da divisão ao encarar Brandon Royval, adversário superado pelo tupiniquim em 2021.

Dois confrontos, também na segunda metade do evento, prometem agitar os ânimos dos fãs. O veterano Stephen Thompson divide o octógono com o ‘Bicho Papão’ Shavkat Rakhmonov, e Tony Ferguson busca encerrar a série dramática de seis derrotas contra Paddy Pimblett.

PUBLICIDADE:

Além de Pantoja, o Brasil contará com mais três representantes. Karol Rosa, Ariane Lipski e Lucas Almeida se apresentam no card preliminar.

Para entrar no clima, o SUPER LUTAS listou cinco motivos para assistir o UFC 296. Confira:

1) Leon Edwards x Colby Covington: a hora da verdade

Edwards encara Covington após coletiva do UFC 296

Leon Edwards e Colby Covington em encarada após coletiva. Foto: Reprodução/Instagram

Responsável por destronar o então imbatível Kamaru Usman, Leon Edwards tenta ampliar seu legado na categoria dos meio-médios. Depois de bater o ‘Pesadelo Nigeriano’ por duas vezes consecutivas, o atleta, agora, mede forças com o polêmico Colby Covington.

Inserido no ambiente de provocações, comumente implantado pelo ‘falastrão’ norte-americano, o campeão tenta ignorar as investidas ácidas do adversário e se manter no topo da divisão. Além do título, o inglês defende uma série invicta de 12 apresentações.

Antigo detentor do cinturão interino da categoria, Covington terá nova oportunidade de fazer história no UFC. Depois de duas tentativas frustradas em somar o trono absoluto, sendo batido por Kamaru Usman nas chances (2019 e 2021), o ‘bad boy’ está de volta.

Sem lutar há mais de uma temporada, o norte-americano não sobe no octógono desde a vitória diante do ex-melhor amigo, Jorge Masvidal, no início de 2022. Destaque no ranking da categoria por anos, o norte-americano de 35 anos pode vivenciar seu último confronto pelo trono do grupo.

Para vencer, Edwards precisa anular o wrestling de excelência de Colby. Do outro lado, o desafiante tenta minimizar o volume e ‘Q.I de Luta’  do campeão.

2) Alexandre Pantoja x Brandon Royval

Pantoja e Royval em encarada para luta no UFC em 2021

Alexandre Pantoja e Brandon Royval se enfrentaram em 2021. Foto: Instagram/UFC

Algoz de Brandon Moreno em compromisso que representou a conquista do cinturão dos moscas no UFC 290, Pantoja quer provar que seu feito não foi obra do acaso. Depois de passar por uma das maiores batalhas do Ultimate no ano, o brasileiro terá de passar por um velho conhecido.

Em 2021, Alexandre foi escalado para encarar Brandon Royval, em desafio que aproximaria o vencedor de uma disputa de título. No primeiro encontro, melhor para o brasileiro.

Disposto a realizar o sonho de fazer história no UFC, o tupiniquim passou pelo adversário com uma finalização no segundo round. Duas apresentações depois, Pantoja conquistaria o cinturão.

Para chegar à disputa contra o brasileiro, Royval também precisou mostrar serviço. Após o revés diante de Alexandre, o lutador acumulou três resultados positivos em sequência, sendo um deles contra o tupiniquim Mateus Nicolau.

Para a empolgação dos fãs, o confronto co-principal, além da busca pelo trono, marca o encontro de atletas conhecidos pela agressividade. Ambos prometem buscar o desfecho na via rápida.

3) Tudo ou nada para Stephen Thompson

Thompson e Rakhmonov se encaram antes de luta no UFC

Stephen Thompson (esq.) e Shavkat Rakhmonov (dir.) em encarada. Foto: Reprodução/Instagram

Duas vezes desafiante ao cinturão dos meio-médios, Stephen Thompson viverá um ‘tudo ou nada’ neste fim de semana. Destaque no top 10 da divisão, o veterano de 40 anos trava sua última corrida pelo título.

Para alcançar o sonho de nova luta pelo título, o norte-americano terá de passar pelo ‘Bicho Papão’ do grupo. Inserido no top 5, Shavkat Rakhmonov tem trajetória impecável no MMA profissional, somando 17 vitórias consecutivas.

No UFC, o lutador do Cazaquistão coleciona vítimas desde sua estreia na organização, em 2020. Ao todo, são cinco triunfos, todos na via rápida.

Caso vença, Thompson pode dar salto importante rumo a uma nova oportunidade de desafiar um campeão do grupo. Nas duas primeiras tentativas, o combatente ‘bateu na trave’ contra Tyron Woodley.

4) Ultimato para Tony Ferguson

Tony Ferguson (esq.) encara Paddy Pimblett (dir.). Foto: Reprodução/Instagram

Considerado por muitos como um dos melhores representantes dos leves (até 70,3kg.) de todos os tempos, Tony Ferguson não tem administrado bem a reta final de sua carreira. Ex-campeão interino da divisão, o veterano vive um pesadelo sem fim perto de completar seus 40 anos.

Com seis derrotas seguidas, maior retrospecto negativo entre os representantes do UFC na atualidade, o norte-americano quer provar que segue em condições de competir em alto nível. Nos últimos anos, o ‘Bicho Papão’ foi presa fácil para rivais da elite e, agora, será testado contra uma promessa da organização.

Responsável por aproximar o adeus de Ferguson na organização, Pimblett defende sua invencibilidade na empresa. Com quatro triunfos seguidos, o inglês também busca se aproximar do top 15 da divisão liderada por Islam Makhachev.

Caso volte a perder, Tony pode tornar insustentável a manutenção de sua permanência no Ultimate. O atleta, no entanto, garante viver seu auge e aposta em reviravolta histórica no MMA.

5) Mais Brasil

K. Rosa em apresentação no UFC 280. Foto: Instagram/UFC

Além de Alexandre Pantoja, o Brasil contará com mais três representantes no evento. Karol Rosa, Ariane Lipski e Lucas Almeida levarão o verde-amarelo para o octógono no card preliminar.

A última tupiniquim a subir no octógono será Karol Rosa. Promessa do peso galo (até 61,2kg.), a lutadora tem grande oportunidade no fim de semana. Rival de Irene Aldana, a atleta pode chegar ao top 5, caso passe pela ex-desafiante ao cinturão.

Conhecida como ‘Rainha da Violência’, Ariane Lipski tenta confirmar o bom momento no UFC. No quarto desafio na temporada, a brasileira encara Casey O’Neill, número 12 dos moscas (até 56,7kg.). Se vencer, a curitibana chega ao grupo das 15 primeiras colocadas na divisão.

Com retrospecto de uma vitória e uma derrota no Ultimate, Lucas Almeida tem confronto importante para sua trajetória a companhia. Promessa do peso pena (até 65,7kg.), o paulista enfrenta o experiente Andre Fili.

Ficha técnica do UFC 296

Data: 16 de dezembro de 2023

Horário: A partir de 20h30 (horário de Brasília)

Local: T-Mobile Arena, Las Vegas, Nevadas, Estados Unidos

Como assistir: SUPER LUTAS AO VIVO em tempo real, UFC Fight Pass (todo o card) pela internet

CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília)

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Leon Edwards x Colby Covington – luta pelo cinturão

Peso mosca (até 56,7 kg): Alexandre Pantoja x Brandon Royval – luta pelo cinturão

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Shavkat Rakhmonov x Stephen Thompson

Peso leve (até 70,3 kg): Tony Ferguson x Paddy Pimblett

Peso pena (até 65,7 kg): Josh Emmett x Bryce Mitchell

CARD PRELIMINAR (20h30, horário de Brasília)

Peso galo (até 61,2 kg): Irene Aldana x Karol Rosa

Peso galo (até 61,2 kg): Cody Garbrandt x Brian Kelleher

Peso mosca (até 56,7 kg): Casey O’Neill x Ariane Lipski

Peso meio-pesado (até 93 kg): Alonzo Menifield x Dustin Jacoby

Peso mosca (até 56,7 kg): Tagir Ulanbekov x Cody Durden

Peso pena (até 65,7 kg): Andre Fili x Lucas Almeida

Peso pesado (até 120,2 kg): Martin Buday x Shamil Gaziev

Os salários milionários de Bambam e Popó + Vitor Belfort esnobado

Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297