Calma, Aspinall! Relembre outros campeões interinos que precisaram defender o título temporário

Após o inglês expressar seu incômodo em não lutar pelo cinturão linear de forma imediata, o SUPER LUTAS relembra outros campeões interinos que passaram pela mesma situação

R. Barão recebe cinturão após vitória no UFC. (Foto: Divulgação/UFC)

Na última quinta (05), o campeão interino dos pesados (até 120,2kg) Tom Aspinall desabafou em suas redes sociais e reclamou de não poder lutar pelo cinturão linear em sua próxima luta. Entretanto, essa não será a primeira vez que o UFC colocará um título provisório em jogo. Relembre outros campeões interinos que não lutaram pela unificação de forma imediata.

Veja Também

USEI NOS STORIES Sean O'Malley x Aljamain Sterling UFC 292 Instagram UFC 2

1 – Renan Barão – Peso Galo

Na primeira década desse século, o peso galo (até 61,2kg) Renan Barão chegou a ser apontado por Dana White como número um do ranking peso por peso. O lutador da Nova União pode ser considerado um ‘bom exemplo’ para Tom Aspinall, já que defendeu o seu cinturão interino por duas vezes.

PUBLICIDADE:

Após chocar o mundo e bater o lendário lutador Uriah Faber, em julho de 2012, Barão precisou ter paciência devido a longa sequência de lesões enfrentadas pelo então campeão linear Dominick Cruz e teve que defender o seu título interino contra Michael McDonald e Eddie Wineland. Após mais de um ano e meio com o cinturão interino, o UFC finalmente desistiu de esperar por Cruz e retirou o seu título, efetivando Barão como campeão linear.

2 – Rodrigo Minotauro – Peso Pesado

R. Minotauro com o cinturão interino (Foto: Reprodução/UFC)

PUBLICIDADE:

Entre 2007 e 2008, o Ultimate viveu uma guerra judicial com o então campeão dos pesados (até 120,2kg) Randy Couture. Para não deixar a categoria parada, a organização escalou o brasileiro Rodrigo Minotauro e norte-americano Tim Sylvia para duelarem pelo cinturão interino no UFC 81. O brasileiro finalizou o seu rival no terceiro round, mas a luta de unificação do cinturão não viria na sequência. E nem em momento nenhum.

Poucos mais de 10 meses depois, com o UFC ainda em imbróglio com Couture, Minotauro teve que defender o seu título interino contra o norte-americano Frank Mir. Em atuação pra esquecer, o brasileiro foi brutalmente nocauteado no segundo round e foi destituído do seu curto reinado temporário.

PUBLICIDADE:

3 – Andrei Arlovski – Peso Pesado

A. Arlovski com o cinturão interino dos pesados (Foto: Reprodução/UFC)

Em 2005, o campeão linear dos pesados Frank Mir sofreu um grave acidente de moto e precisou se ausentar por um longo tempo do octógono. O bielorusso Andrei Arlovski foi escalado para enfrentar o norte-americano Tim Sylvia na disputa do cinturão interino da categoria. Com Frank Mir parado devido a uma fratura de fêmur e rompimento de diversos ligamentos do joelho, Arlovski defendeu seu título temporário por duas vezes, contra Justin Eilers e Paul Buentello.

Após 14 meses de ausência de Frank Mir e uma demora maior na sua recuperação, o UFC decidiu retirar o cinturão do norte-americano e efetivar Arlovski como campeão linear. Porém, logo em sua primeira defesa de cinturão, o bielorusso teve uma revanche com Tym Silvia e foi nocauteado ainda no primeiro round.

PUBLICIDADE:

Vitor Belfort promete surra em em Popó após luta contra Bambam

Leia Mais sobre: , , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297