Vai parar? Henry Cejudo coloca futuro em jogo em luta no UFC 298: “É tudo ou nada”

Ex-campeão de duas categorias do UFC diz que pode se aposentar pela segunda vez se perder para Merab Dvalishvili

Henry Cejudo é ex-campeão do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Henry Cejudo é ex-campeão do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Henry Cejudo colocou a sua carreira em jogo no próximo confronto contra Merab Dvalishvili, que acontece no dia 17 de fevereiro, na Califórnia (EUA). O norte-americano, que já anunciou a sua aposentadoria em 2020 e retornou em 2023, afirmou que pode se retirar novamente caso perca para o georgiano, que é o terceiro colocado no ranking dos pesos galos (61,2 kg).

Cejudo, que tem 35 anos, revelou o seu pensamento em um podcast chamado ‘The HJR Experiment’. Ele disse que o combate contra Merab é decisivo para as suas pretensões de disputar o cinturão da divisão, que atualmente pertence a Sean O’Malley. O lutador também mencionou as dificuldades de conciliar a vida pessoal e profissional como um fator que pesa na sua escolha.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Whindersson Nunes vive novo momento na carreira, atuando no boxe. Foto: Reprodução/Instagram
Diego Lopes celebra vitória no UFC. Foto: Reprodução/Twitter @UFCEspanol

“Isso é pelo posto de desafiante nº 1. Eu acho que ter perdido para Aljamain, se eu descer a escada, eu provavelmente pararia de lutar novamente, porque o esporte é difícil, cara. Camps de treinamento, tendo duas crianças e coisas do tipo. É tudo ou nada“, declarou o ex-atleta olímpico de wrestling.

No entanto, se vencer Dvalishvili, que vem de nove vitórias consecutivas no UFC, Cejudo terá a chance de recuperar o título que já foi seu em 2019, quando nocauteou TJ Dillashaw. Nesse caso, ele enfrentaria o vencedor da luta entre O’Malley e Marlon Vera, que será realizada no UFC 299, em março, em Miami (EUA).

PUBLICIDADE:

Henry Cejudo no UFC

Conhecido como ‘Triplo C’, por ter sido campeão olímpico, peso mosca (56,7 kg.) e peso galo (até 61,2kg.) do UFC, Cejudo tem um cartel de 13 vitórias e três derrotas no MMA.

Ele se aposentou pela primeira vez em maio de 2020, após defender o cinturão dos galos contra Dominick Cruz. Contudo, o norte-americano voltou exatos três anos depois, mas perdeu para Aljamain Sterling por decisão dividida.

PUBLICIDADE:

Os salários milionários de Bambam e Popó + Vitor Belfort esnobado

Leia Mais sobre: , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297