Com encarada tranquila, Shogun e St. Preux batem o peso e confirmam duelo no UFC Uberlândia

Brasileiro e norte-americano fazem luta principal da noite; pela quarta vez, peso mosca John Lineker ficou acima do peso

Shogun (esq.) e St. Preux (dir.) se encaram depois da pesagem oficial. Foto: Reprodução/YouTube

Shogun (esq.) e St. Preux (dir.) se encaram depois da pesagem oficial. Foto: Reprodução/YouTube

Após uma preparação conturbada, com direito a mudança de adversário a poucas semanas do evento, o brasileiro Maurício Shogun viveu uma tarde tranquila nesta sexta-feira (07) durante a pesagem oficial do UFC Fight Night 56, em Uberlândia. Shogun e seu adversário Ovince St. Preux bateram o peso sem dificuldades e protagonizaram uma encarada bastante amistosa.

VEJA TAMBÉM:

Weidman promete dominar Belfort no UFC 184
Wand volta a detonar UFC em novo vídeo
Assista ao clipe da nova ring girl do UFC

O norte-americano de ascendência haitiana foi o primeiro a se apresentar no palco montado no Ginásio do Sabiazinho e foi recebido pelo público sob o som do já tradicional coro de “Uh, vai morrer!”. St. Preux se divertiu com a manifestação da platéia e, sem problemas, cravou os 93 kg limites da categoria peso meio-pesado.

Logo em seguida, foi a vez de Shogun subir à balança. Fazendo sua segunda luta consecutiva no Brasil, o curitibano, que vem de derrota para Dan Henderson no UFC Natal em março, foi bastante saudade pelos fãs e retribuiu o carinho. Shogun precisou da libra de tolerância para lutas que não valem o cinturão, mas bateu com tranquilidade 93,4 kg e confirmou o duelo principal do evento neste sábado (08).

Lineker volta a ter dificuldades e perde o peso pela quarta vez seguida

Se para Shogun, St. Preux e os demais atletas do card a pesagem oficial foi uma mera formalidade, o mesmo não se pode dizer de John Lineker. Com um vasto histórico de problemas para bater o peso, “Mãos de Pedra”, como é conhecido, voltou a ficar acima do limite, mesmo com a tolerância, e terá agora uma hora para perder aproximadamente 400g. Esta é a quarta vez que Lineker, que vai para seu oitavo combate no Ultimate, perde o peso.

Campeão do TUF dá ‘estilingada’ no rival

Campeão da terceira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, Warlley Alves tradicionalmente se apresenta com um estilingue para suas pesagens. Usado geralmente apenas para efeitos estéticos, desta vez o artigo serviu para intimidar seu adversário Alan Jouban. Após bater o peso, Warlley apontou para o rival e deu uma “estilingada” em sua direção. O clima seguiu tenso na encarada e os dois passaram todo o tempo com seus rostos colados e caras de poucos amigos.

Atleta da casa, Hannibal recorre à toalha para bater o peso

Único atleta de Uberlândia no card, o peso meio-médio Cláudio Hannibal teve dificuldades para bater o peso. O mineiro se apresentou quase meio quilo acima do limite da categoria, considerando a tolerância de uma libra para lutas não válidas pelo cinturão, mas conseguiu cravar 77,5 kg após tirar seu short e recorrer à toalha para se pesar nu. Mais aliviado após cumprir seu compromisso com o peso, Cláudio fez festa com o público presente no ginásio.

Clima esquenta entre Brenneman e Buscapé

Logo na terceira luta da noite, o brasileiro Charlie Brenneman e o brasileiro Leandro Buscapé protagonizaram a encarada mais tensa do evento. Após passarem com tranquilidade pela balança, Brenneman e Buscapé colaram seus rostos e chegaram a trocar empurrões, mas foram contidos rapidamente pelo matchmaker do UFC Joe Silva – que acompanhava a encarada de perto.

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado (até 93 kg): Maurício Shogun (93,4 kg) x Ovince St. Preux (93 kg);

Peso mosca (até 57 kg): Ian McCall (57,1 kg) x John Lineker (57,47 kg);

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Warlley Alves (77,5 kg) x Alan Jouban (77,5 kg);

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Cláudio Hannibal (77,5 kg) x Leon Edwards (77,1 kg);

Peso palha (até 52 kg): Juliana Lima (51,2 kg) x Nina Ansaroff (51,6 kg).

CARD PRELIMINAR

Peso pena (até 66 kg): Diego Rivas (66,2 kg) x Rodolfo Rubio (65,8 kg);

Peso médio (até 84 kg): Caio Monstro (84,3 kg) x Trevor Smith (84,3 kg);

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Dhiego Lima (77,1 kg)x Jorge Blade (77,1 kg);

Peso leve (até 70,3 kg): Leandro Buscapé (70,7 kg) x Charlie Brenneman (70,7 kg);

Peso galo (até 61,2 kg): Thomas Almeida (61,6 kg) x Tim Gorman (61,2 kg);

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Wagnão Silva (77,1 kg) x Colby Covington (77,1 kg).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments