Johnson domina Horiguchi, finaliza no último segundo e mantém cinturão dos moscas do UFC

Norte-americano supera desafiante japonês durante todo o combate e conquista finalização histórica aos 4min59s do quinto round

Johnson (foto) é o campeão dos moscas do UFC. Foto: Divulgação/UFC

Johnson (foto) manteve o cinturão dos moscas do UFC. Foto: Divulgação/UFC

Demetrious Johnson defendeu mais uma vez o cinturão dos moscas do UFC na atração principal do evento de número 186, realizada na noite de sábado (25), em Montreal, no Canadá. O campeão dominou praticamente todos os instantes do combate diante do desafiante, Kyoji Horiguchi, e fez história ao finalizar o oponente literalmente no último segundo de ação, aos 4min59s do quinto round.

Veja Também

Rampage Jackson leva a melhor sobre Fábio Maldonado e volta ao UFC com vitória
Thomas Almeida nocauteia Yves Jabouin no primeiro round e mantém invencibilidade

Ao longo do combate, Johnson conseguiu impor seu jogo versátil, misturando com eficiência a trocação com quedas. Horiguchi tentava resistir e atacar, mas o campeão parecia atento aos perigos e não corria riscos. Na última queda aplicada, Johnson imobilizou o braço do japonês e desferiu diversos golpes, o que acabou abrindo brecha para que o campeão aplicasse um armlock nos instantes finais – caracterizando a finalização mais tardia da história do UFC.

Essa foi a sexta defesa de cinturão por parte de Johnson, campeão dos moscas do Ultimate desde que a categoria foi criada na organização, em 2012. Antes, ele derrotou John Dodson, John Moraga, Joseph Benavidez, Ali Bagautinov e Chris Cariaso. Horiguchi, em contrapartida, amarga a segunda derrota de sua carreira, a primeira no UFC, interrompendo uma sequência de quatro vitórias dentro do octógono.

O UFC 186 também proporcionou momentos distintos para os brasileiros que subiram no octógono. Promessa da divisão dos galos, Thomas Almeida manteve sua invencibilidade no MMA com estilo ao nocautear o veterano Yves Jabouin ainda no primeiro round, na luta que abriu o card principal da atração.

Já Fábio Maldonado não conseguiu impor seu jogo na segunda luta mais importante do evento e acabou derrotado por Quinton Rampage Jackson na decisão unânime dos juízes, dando ao norte-americano sua primeira vitória no octógono desde maio de 2011.

Como foi a luta

O combate entre Demetrious Johnson e Kyoji Horiguchi começou bastante movimentado, com o campeão buscando chutes baixos e o desafiante também atacando. O japonês acertou o primeiro golpe de maior contundência do combate, o que obrigou Johnson a tentar, sem sucesso, levar a luta ao solo. O campeão tenta novamente quedar ao agarrar um chute de Horiguchi, mas não consegue estabilizar o rival ao solo. Em pé, Horiguchi volta a atacar bons golpes, mas nada que abalasse ao campeão.

Johnson começou o segundo round um pouco mais agressivo, inclusive tentando lançar uma joelhada voadora, mas o desafiante se defendeu bem. Ainda nos instantes iniciais, Horiguchi respondeu e atacou com bastante velocidade. A luta fica no clinche e é Horiguchi que consegue a primeira queda – mas a posição não se estabiliza e a luta volta à trocação. Em seguida, o que se vê é Johnson tentando a queda, mas sem conseguir estabilizar a posição. A luta tem instantes na trocação, mas o round acaba com o campeão tentando concluir uma queda, ficando nas costas do desafiante.

Johnson começa o terceiro round novamente determinado a caminhar para frente, alternando golpes em cima com tentativas de queda. Esperto, Horiguchi se defende e evita ser quedado. Após se aproveitar de um chute do rival, Johnson pega as costas de Horiguchi ainda em pé e desequilibra o desafiante, mas o japonês evita ficar parado no solo e novamente se levanta. Na trocação, Horiguchi explode e ataca caminhando para frente, mas Johnson se aproveita do momento e finalmente coloca o japonês de costas no chão. O campeão fica com a guarda passada, mas, inicialmente, a luta acaba não se desenvolvendo com muita eficiência, o que provoca esboços de vaia por parte da torcida. Johnson consegue imobilizar o braço de Horiguchi e inicia ataques, mas o round termina.

No quarto round, Horiguchi toma o centro do octógono e ataca Johnson, mas o campeão bloqueia e agarra. A luta fica em pé, embora Johnson tenha deixado claro suas intenções de quedar o adversário. O campeão insiste em derrubar o desafiante, prensando-o na grade, mas Horiguchi resiste e fica em pé. O japonês agarra um chute de Johnson e tenta quedar, mas o campeão consegue permanecer na trocação. O round acaba com ambos em pé, sem desferir muitos golpes.

No início dos cinco minutos finais, Johnson conseguiu facilmente levar a luta ao solo. O norte-americano passou a guarda, embora Horiguchi tenha se virado de bruços e levantado. Em seguida, o campeão tomou as costas próximo à grade, mas o desafiante novamente se levantou. A luta, contudo, ficou pouco tempo em pé, com Johnson de novo quedando o japonês. Johnson partiu para uma kimura, mas Horiguchi resistiu. O desafiante parecia cada vez menos capaz a resistir ao jogo “carrapato” de Johnson, que novamente quedou. O campeão passou a guarda mais uma vez, e, quando Horiguchi girou, pegou as costas do desafiante. A luta ficou de pé mais uma vez, mas Johnson aproveitou a brecha e quedou novamente. De olho em finalizar o combate, Johnson prendeu o braço de Horiguchi e desferiu diversos golpes. Afobado, Horiguchi se defendeu e abriu brecha para que Johnson aplicasse um armlock, finalizando no segundo final do combate.

Resultados do UFC 186:

CARD PRINCIPAL

Demetrious Johnson derrotou Kyoji Horiguchi por finalização no R5;

Quinton Rampage Jackson derrotou Fábio Maldonado na decisão unânime dos juízes;

Michael Bisping derrotou CB Dollaway na decisão unânime dos juízes;

John Makdessi derrotou Shane Campbell por nocaute técnico no R1;

Thomas Almeida derrotou Yves Jabouin por nocaute técnico no R1;

CARD PRELIMINAR

Patrick Côté derrotou Joe Riggs na decisão unânime dos juízes;

Alexis Davis derrotou Sarah Kaufman por finalização no R2;

Chad Laprise derrotou Byan Barberena na decisão unânime dos juízes;

Olivier Aubin-Mercier derrotou David Michaud por finalização no R3;

Nordine Taleb derrotou Chris Clements na decisão unânime dos juízes;

Valérie Létorneau derrotou Jessica Rakoczy na decisão unânime dos juízes;

Randa Markos derrotou Aisling Daly na decisão unânime dos juízes;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments