‘Envergonhada’, Ronda quebra o silêncio: ‘ Se perder revanche para Holm, vou me aposentar’

Ex-campeã ainda disse que deve continuar com seu treinador Edmond Tarverdyan, apesar do desentendimento entre ele e sua mãe

Ronda (foto) falou pela primeira vez após a derrota para Holm. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronda (foto) falou pela primeira vez após a derrota para Holm. Foto: Josh Hedges/UFC

Nesta segunda-feira (07), trechos da primeira entrevista concedida por Ronda Rousey após o nocaute e a perda do cinturão peso galo para Holly Holm vazaram na internet e as declarações da loira sobre as sequelas da derrota surpreenderam os fãs. Agora, o bate-papo da campeã com a revista “ESPN” dos Estados Unidos foi publicado na íntegra e, pela primeira vez, a ex-campeã disse como se sentiu após o traumático UFC 193.

Veja Também

GIRO SUPER LUTAS #03 – Holly Holm | Aldo x McGregor | Reebok | Estado Islâmico e mais
Ronda se diz ‘triste para car****’ com derrota e revela sequelas de nocaute
Dana White: ‘Ronda Rousey está ainda maior após a derrota’
Invicta FC confirma que Cyborg não baixará de peso

“Eu me sinto envergonhada. A forma como eu lutei foi uma representação muito embaraçosa de mim mesma. Eu sequer estava lá, p***! Eu fui atingida no primeiro round, cortei meu lábio e alguns dentes meus ficaram deslocados. Eu estava fora de mim mesma desde o início. Eu não estava pensando claramente. Eu tinha um grande corte na boca e estava cuspindo o sangue no chão. Eles buscaram o balde e eu pensei: ‘Por que eu fiz isso, por que não cuspi no balde? Eu nunca cuspo no chão’. Era uma versão mais idiota de mim mesma tomando as decisões. Eu só estava tentando lidar com aquilo e ficava repetindo: ‘Ok, continue lutando… Ok, continue lutando'”, contou a loira.

Mas o trecho mais marcante da entrevista de Ronda foi quando a campeã disse que qualquer decisão sobre seu futuro passará pelo resultado da já anunciada revanche contra Holly Holm, que ainda não tem data para acontecer. “Eu acho que tudo vai ser determinado pelo que acontecer na revanche. Tudo vai ser determinado por isso. Quer seja que eu vença e continue lutando, ou que não e aí (vou me aposentar e) parar com tudo isso”, assegurou Ronda, que ainda garantiu que vai continuar com seu treinador Edmond Tarverdyan. “Claro que vou continuar com ele. (Toda essa polêmica de declarações públicas) É a opinião da minha mãe, não a minha”, completou..

Agora com um cartel de 12 vitórias e uma derrota, Ronda Rousey ainda não tem data marcada para retornar ao octógono, mas já se sabe que a loira enfrentará sua algoz Holly Holm em uma das revanches mais aguardas da historia recente do MMA. Embora nada tenha sido oficializado, a expectativa é de que o reencontro entre as rivais aconteça no UFC 200, em julho de 2016.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments