Após morte de português, evento inglês aumenta exigências médicas para seus lutadores

Organização BAMMA passou a exigir testes de ressonância magnética em seus atletas, o que obrigou evento a ser adiado

BAMMA 26 agora acontecerá em setembro. Foto: Divulgação

BAMMA 26 agora acontecerá em setembro. Foto: Divulgação

Veja Também

Colega de McGregor nocauteia e deixa oponente em estado grave
Lutador morre após sofrer nocaute para parceiro de McGregor
McGregor se diz com ‘coração partido’ por morte de português

A trágica morte do lutador português João Carvalho, no mês passado, começa a ter consequências no cenário do MMA europeu. A organização BAMMA, sediada na Inglaterra, passou a aumentar as exigências médicas para todos os seus lutadores, o que inclusive obrigou um evento a ser adiado.

Agora, todos os atletas que desejarem competir pela organização deverão ser aprovados em exames de ressonância magnética, que mostra em detalhes a situação de órgãos e tecidos internos. Como a novidade exigirá um tempo de adaptação, o BAMMA 26, que seria realizado no dia 4 de junho, foi transferido para o dia 10 de setembro. O evento acontecerá em Dublin, na Irlanda, mesmo local que presenciou o falecimento de Carvalho.

No dia 9 de abril, o português foi nocauteado por Charlie Ward no evento Total Extreme Fighting. Depois de passar cerca de 48 horas internado, “Rafeiro”, como era conhecido, não resistiu e veio a falecer. Ele tinha 28 anos de idade.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments