Lutadoras de MMA dominam lista de ‘mulheres mais desejadas’ dos EUA

Miesha Tate, Holly Holm, Ronda Rousey e Gina Carano foram incluídas em lista de "crushes"

Miesha (foto) enfrentará brasileira A. Nunes em dezembro. Foto: Strikeforce/Divulgação

Miesha (foto) é uma das representantes do MMA na lista. Foto: Strikeforce/Divulgação

Veja Também

Dana White põe em xeque retorno de Ronda em 2016: ‘Só depende dela’
Cyborg, sobre recusa de Holly Holm em enfrentá-la: ‘Não surpreende’
‘Vou ser conhecida como a mulher que destruiu Cyborg’, garante Smith

Anualmente, a revista norte-americana “Ask Men” divulga uma lista de 99 “crushes” (expressão inglesa que vem ganhando força no vocabulário brasileiro e significa alguém por que se tem “uma queda’. Em 2016, a lista das mulheres mais desejadas dos EUA foi dominada pelas lutadoras de MMA, pelo menos no que diz respeito às representantes esportivas.

Na 51ª posição apareceu a ex-campeã do Strikeforce e hoje atriz Gina Carano – que, apesar de ter ganhado fama por sua carreira nos ringues, não luta desde 200, quando foi brutalmente derrotada pela brasileira Cris Cyborg. A 34ª colocação ficou com Miesha Tate, atual campeã peso galo feminina do UFC.

Mas os grandes destaques duas ex-campeãs do Ultimate: Ronda Rousey e Holly Holm. Ronda, que não luta desde novembro, quando foi nocauteada justamente por Holm, apareceu na 11ª colocação. Já Holly ficou no top 5 e foi eleita a quinta mulher mais desejada, segundo os leitores.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments