UFC Hamburgo: Barnett finaliza Arlovski em combate violento

Barnett aproveita cansaço de Arlovksi e finaliza no terceiro round; Bader aplica nocaute brutal e é o destaque da noite

Barnett (foto) finalizou Arlovski na luta principal do UFC Hamburgo Foto: (Getty Images)

Barnett (foto) finalizou Arlovski na luta principal do UFC Hamburgo Foto: (Getty Images)

Veja Também

UFC Hamburgo – Arlovski x Barnett – Resultados
Brasileiros são derrotados no card preliminar do UFC Hamburgo
Arlovski e Barnett fazem duelo de ex-campeões no UFC Hamburgo

Andrei Arlovski e Josh Barnett deram ao fã de MMA aquilo que se espera: agressividade. Na luta principal do UFC Fight Night 93, realizado neste sábado (03) em Hamburgo, na Alemanha, os dois veteranos protagonizaram uma verdadeira guerra no octógono, marcada pelas reviravoltas durante o combate. No fim, prevaleceu a técnica no chão de Barnett, que finalizou o adversário e se colocou próximo ao top 5 da divisão dos pesados.

Além da vitória de Barnett, o show contou com o retorno de Alexander Gustafsson, que lutou de maneira inteligente e tática para superar Jan Blachowicz por pontos na segunda atração mais importante da noite. Destaque, também, para Ryan Bader, que nocauteou Ilir Latiti com uma joelhada brutal. No card preliminar, os brasileiros Leandro Buscapé e Leandro Issa foram superados por pontos para Rustam Khabilov e Taylor Lapilus, respectivamente

Barnett finaliza Arlovski em duelo de ex-campeões

Mal começou a luta e ambos partiram para trocação franca. Barnett acertou um cruzado de direita que balançou Arlovski, que revidava desferindo alguns golpes. O bielorrusso levou Barnett para a grade, mas o norte-americano inverteu a posição. Com sangramento na testa Arlovski aplicou uma queda e levou a luta para o chão, ficando na meia-guarda. Sem efetividade,o árbitro recolocou a luta em pé. Arlovski conecta bom golpe em Barnett, que acusou.

O segundo round iniciou com os dois lutadores no clinche, enquanto o público vaiava o combate. Cansados, o ritmo da luta estava lento, mas Barnett aplicou uma queda castigou Arlovski com uma saraivada de socos e cotoveladas, que se defendia de qualquer jeito.

No último round, Arlovksi partiu para cima de Barnett, que devolveu com bom uppercut. Em seguida acusa uma dedada no olho, vira de costas, mas Andrei não parou de golpear. Instantes depois Josh levou a luta novamente para o chão, onde tentou encaixar uma kimura, sem sucesso. Ao conseguir a montada, viu Arlovski virar de lado e expor o pescoço, que foi rapidamente apertado por Barnett. Com o estrangulamento encaixado, Arlovski não teve opção e bateu em desistência.

Gustafsson vence com atuação discreta 

Gustafsson (esq) teve atuação abaixo do esperado, mas voltou a vencer. (Foto: Getty Images)

Gustafsson (esq) teve atuação abaixo do esperado, mas voltou a vencer. (Foto: Getty Images)

Alexander Gustafsson retornou ao octógono com vitória por decisão unânime sobre Jan Blachowicz, mas a atuação ficou aquém das expectativas. Após ver o oponente crescer na trocação no início da luta, o sueco tratou de buscar o jogo de chão para garantir os “três pontos”. Com o triunfo, Gustafsson volta ao caminho das vitórias após dois reveses nas ultimas duas apresentações.

A luta começou com Blachowicz acertando um bom cruzado enquanto Gustafsson tentava se aproximar com jabs. Sem encontrar a distância, o sueco que já apresentava um inchaço próximo ao olho direito, buscava levar o duelo para o chão. Após ter algumas tentativas de quedas negadas pelo adversário, Alexander conseguiu a queda e colocou Jan com as costas no chão. Por cima, ele disparou algumas cotoveladas, magoando o rosto do polonês.

No segundo round, mais do mesmo: Gustafsson novamente evitou a luta em pé e levou o duelo pro chão, desferindo mais cotoveladas no rosto de Blachowicz, abrindo um corte no rosto do oponente. Jan esboçou uma guilhotina, mas foi bem defendida pelo sueco, que seguiu controlando a luta. Na reta final, Gustafssono tentava passar a guarda, mas não obteve sucesso.

No round final os papeis se inverteram, e Blachowicz tentou quedar logo de cara, porém esbarrou na defesa de Alexander. Em seguida, foi a vez do sueco buscar a queda, com êxito. No chão, continuou castigando o polonês, que apenas sobrevivia. Após Gustafsson reduzir o ritmo, a luta foi interrompida pelo arbitro, que mandou recomeçar no centro do octógono. Contudo, mal deu tempo de ficarem em pé e o sueco derrubou novamente seu oponente. Por cima, Gustafsson permaneceu batendo em Blachowicz até a buzina final soar.

“Eu sabia que ele viria para acabar com a luta no primeiro round. Eu respeito demais esse cara. Estou tentando melhorar. Foi uma grande luta e uma grande oportunidade lutar contra o Blachowicz”, disse Gustafsson na entrevista pós-luta.

Bader aplica nocaute brutal em Latifi

Ryan Bader (dir) nocauteou Ilir Latifi (esq) no segundo round. (Foto: Getty Images)

R. Bader (dir) nocauteou I. Latifi (esq) no segundo round. (Foto: Getty Images)

Ryan Bader mostrou, mais uma vez, que pertence à elite da categoria dos meio-pesados. Com uma joelhada digna de highlights, Darth Bader, como é conhecido, nocauteou Ilir Latifi no segundo round da luta, justamente no momento em que o oponente estava melhor no combate.

O primeiro round começou com Bader arriscado um chute alto, defendido por Latifi. Na sequência, um chute forte do norte-americano atingiu as costelas do rival, que absorveu bem. Ilir cresceu na luta e começou a controlar o centro do octógono, desferindo algumas combinações de golpes e buscando as quedas, defendidas por Ryan. No minuto final, uma “bomba” de Latiti explodiu no rosto de Bader, que foi a knockdown, mas Bader se recuperou e ficou novamente em  pé.

Assim que voltaram para o segundo round, Latifi voltou a controlar as ações. No entanto, ao tentar uma queda, o sueco foi surpreendido por Bader, que acertou uma linda joelhada de encontro no rosto do oponente, que caiu já inconsciente. Estava decretado o nocaute a favor do norte-americano.

RESULTADOS DO UFC HAMBURGO

CARD PRINCIPAL 

Josh Barnett derrotou Andrei Arlovski por finalização (estrangulamento) a  2m53s do R3;

Alexander Gustafsson derrotou Jan Blachowicz na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Ryan Bader derrotou Ilir Latifi por nocaute (joelhada) a 2m06s do R2;

Nick Hein derrotou Tae Hyun Bang na decisão unânime dos juízes ((29×28, 30×28, 30×27)

CARD PRELIMINAR

Bessin Ayar derrotou Jim Wallheadi na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 30×27)

Peter Sabotta derrotou Nicolas Dalby na decisão unânime dos juízes (30×26, 30×26, 30×26)

Ashlee Evans-Smith derrotou Veronica Macedo por nocaute técnico (cotoveladas) a 2m46s do R3;

Taylor Lapilus venceu Leandro Issa na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 29×28)

Jarjis Danho x Christian Colombo empataram em decisão majoritária (29×27, 28×28, 28×28)

Jack Hermansson derrotou Scott Askham na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 29×28)

Rustam Khabilov derrotou Leandro Buscapé na decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 29×28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments