Whittaker supera Romero e é o novo campeão interino dos médios

Neozelandês superou cubano na decisão em grande duelo e agora irá enfrentar Michael Bisping em unificação

R. Whittaker é o novo campeão (Foto: Reprodução/Twitter/UFC_Brasil)

R. Whittaker é o novo campeão (Foto: Reprodução/Twitter/UFC_Brasil)

O neozelandês Robert Whittaker conquistou mais uma grande vitória em sua carreira, superando Yoel Romero na luta principal do UFC 213 na decisão unânime. Com o triunfo, “The Reaper” se tornou o campeão interino da categoria peso médio do Ultimate e irá enfrentar o dono do cinturão linear Michael Bisping na próxima luta.

Veja Também

UFC 213: Overeem vence Werdum e afasta brasileiro do cinturão
Marreta nocauteia nas preliminares do UFC 213 e desafia Mousasi
Amanda Nunes está fora do UFC 213 após ser hospitalizada

Whittaker, que antes de abril nunca havia enfrentado um top 5 da categoria, enfileirou dois dos maiores nomes da história do peso médio ao nocautear Ronaldo Jacaré no UFC Kansas e, neste sábado (8), superar Romero. Após o duelo com o cubano, com o título interino na cintura, o neozelandês chegou a ser provocado por Michael Bisping, campeão linear, mas preferiu manter o respeito ao britânico.

“Michael é um grande campeão, e espero que possamos fazer uma excelente luta. Ele está há muito tempo no esporte e é campeão por uma razão. Acho que era o destino nos encontrarmos e vamos fazer uma ótima luta. Ele é o campeão por uma razão e agora eu sou o candidato número um ao seu título”, declarou.

A luta

Romero, que vinha de oito vitórias seguidas e estava invicto no peso médio, começou imprimindo um forte ritmo. Nos dois primeiros rounds, o cubano foi superior, buscando as quedas e alternando entradas nas pernas de Whittaker com diretos de direta e joelhadas voadoras. O neozelandês caiu algumas vezes, mas manteve o ótimo nível de defesa de quedas mostrado contra Jacaré.

No fim do segundo assalto, o novo campeão já mostrava sinais de que iria tomar conta da luta ao conectar duros golpes na cabeça de Romero. Os chutes na barriga do cubano também se revelaram fundamentais, já que o “Soldado de Deus” começou a sentir o gás no terceiro assalto, que foi “dado” a Whittaker, pois Romero pareceu escolher descansar para ter gás para os assaltos finais.

No quarto round, Romero veio com tudo, encurtando a distância e buscando o clinch para trabalhar por cima. Whittaker, porém, estava ainda bem fisicamente e soube se livrar do adversário, mantendo a luta na longa distância e acertando golpes ainda mais duros.

O quinto assalto foi uma repetição do quarto, com a diferença de que Romero também passou a andar para frente, buscando golpes duros e conectando alguns socos em Whittaker. Porém, a luta ficou mais para o neozelandês quando o cubano escorregou e o novo campeão mergulhou na guarda de Romero, onde agrediu o rival até o fim da luta.

Resultados do UFC 213

 

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Robert Whittaker venceu Yoel Romero por decisão unânime (3x 48-47)

Peso pesado: Alistair Overeem venceu Fabricio Werdum por decisão majoritária (28-28, 2x 29-28)

Peso pesado: Curtis Blaydes venceu Daniel Omielanczuk por decisão unânime (3x 30-27)

Peso leve: Anthony Pettis venceu Jim Miller por decisão unânime (3x 30-27)

Peso galo: Rob Font venceu Douglas D’Silva por finalização (guilhotina) aos 4m36s do R2

CARD PRELIMINAR 

Peso pesado: Alexey Oliynyk venceu Travis Browne por finalização (mata-leão) aos 3m44s do R2

Peso meio-médio: Chad Laprise venceu Brian Camozzi por nocaute técnico a 1m27s do R3

Peso médio: Thiago Marreta venceu Gerald Meerschaert por nocaute técnico aos 2m04s do R2

Peso meio-médio: Belal Muhammad venceu Jordan Mein por decisão unânime (2x 29-28, 30-27)

Peso pena: Cody Stamann venceu Terrion Ware por decisão unânime (2x 30-27, 29-28)

Peso meio-pesado: Trevin Giles venceu James Bochnovic por nocaute aos 2m54s do R2

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments